Ricos querem mais para se sentirem satisfeitos

Quem é que não gosta de sentir a sensação de poder quando compra alguma coisa desejada ou então usufrui de um serviço de qualidade? Todos querem se sentir confortáveis e felizes, e é isso que muitas pessoas endinheiradas dizem que podem sentir se conseguirem aumentar o seu patrimônio.

Uma pesquisa realizada com milionários de várias regiões afirma que seria necessário um aumento da fortuna para que eles possam se sentir mais felizes. O fato é que o dinheiro pode melhorar muitos aspectos da vida, mas nunca é suficiente para quem já tem bastante.

A Escola de Negócios de Harvard realizou uma pesquisa ampla com milionários de diferentes partes do mundo, e pôde chegar à conclusão de que os ricos precisam de mais dinheiro para aumentar as suas satisfações pessoais, considerando que a felicidade é o nível mais alto de satisfação.

Participaram da pesquisa 4 mil pessoas, um quarto dessas pessoas afirmam que precisariam que sua riqueza tivesse um aumento de 1000%, outro quarto desse grupo de pessoas afirmaram que ficariam completamente bem se houvesse um aumento de 500% de seu dinheiro.

Os resultados da pesquisa demonstram que de fato os milionários usufruem de felicidade, no entanto, existem alguns pontos específicos que demonstram certas particularidades. Os milionários que possuem mais de US$ 8 milhões estão mais felizes que aqueles que contam com US$ 1 milhão. As diferenças que estão entre essa margem de dinheiro não são tão gritantes.

Foram ricos de vários países com pelos menos US$ 1 milhão que contribuíram para essa avaliação que tinha uma classificação para a felicidade de 0 a 10. Entre os participantes estão ricos das Suíça, Brasil, África do Sul, Hong Kong, Espanha, Reino Unido, Mônaco, Emirados Árabes, Singapura, Irlanda e Índia.

Não existe uma quantia de dinheiro exata que possa definir a felicidade dos pesquisados, mas existem parâmetros. A riqueza que traz a procurada felicidade está relacionada com as conquistas dos pesquisados. Pessoas que receberam herança não sentem o mesmo nível de satisfação de quem trabalhou para conquistar os almejados milhões. Outro dado curioso que é somente 13% dos ricos garantem que podem ser felizes com o dinheiro que possuem.