Month: September 2017

Imagem relacionada

Na Suíça, a menor vila do país está enfrentando uma luta para conseguir sobreviver. Igual a outras comunidades localizadas nos Alpes, Corippo vem apresentando há décadas, a mudança de seus habitantes para cidades maiores, buscando estudar, trabalhar e ter uma vida social mais ativa.

O prefeito de Corippo, Claudio Scettrini, diz que atualmente a luta da cidade se tornou uma questão de vida ou morte, já que ela tem apenas dezesseis moradores, e o prefeito é o único que ainda trabalha, sendo que os outros moradores são aposentados. Ele ainda completou, que espera que eles vivam até os noventa anos, porque senão a cidade ficará sem ninguém.

Essa comunidade possui mais de seiscentos anos, sendo que no século XIX, ela tinha trezentos moradores e outras pequenas vilas parecidas, ficavam na parte sul dos famosos Alpes suíços.

Nos famosos resorts encontrados na beira dos lagos em Lucano e Locarno, que são chamados de “Riviera suíça”, eram evitados devido ao grave risco de contrair malária.

Depois que a doença foi eliminada, os turistas começaram a chegar, e a produção agrícola feita nas montanhas, foram ficando cada vez menos possíveis de serem realizadas. Dessa maneira, a vida na vila começou a se modificar e o número de habitantes, passou a ser menor a cada ano.

Localizada a apenas trinta minutos da agitada  Locarno,  a cidade de Corippo não possui nem mercado, nem escolas e não possui nenhuma criança. A estrada que liga a vila a Locarno é cheia de curvas e bem estreita, sendo que quase ninguém passa por ela.

A cidade tem mais de sessenta casas feitas com pedras tradicionais, muitas delas com lareiras e pisos de madeiras originais, mas a grande maioria está abandonada.

Elia Frapolli, diretor de turismo de Ticino, diz que vê esse estado da vila como uma oportunidade, já que a vida em Corippo e diversas outras vilas parecidas, são como voltar ao passado e ver a vida passar sem pressa.

Seguindo esse caminho e com o apoio de uma fundação, que irá se dedicar na preservação da vila, foi traçado um plano para que algumas casas vazias, fossem transformadas em quartos de hotel.

Esse novo conceito chamado de albergo diffuso, já foi implantado em algumas vilas localizadas em montanhas na Itália, mas Corippo será a primeira na Suíça.

 


Conheça a trajetória de Luiz Carlos Trabuco Cappi, presidente do Bradesco

Uma pessoa bastante influente no meio em que atua. É assim que se pode definir o presidente do Bradesco Luiz Carlos Trabuco Cappi, um profissional a frente de uma das maiores operações financeiras do país. Passam pela mão dele grandes operações de créditos e projetos financeiros de grande porte.

Sua trajetória

Por conta de sua importância, suas decisões são acompanhadas por diferentes veículos de comunicação do país e do mundo, líderes de companhias e políticos. A frente da instituição desde 2009, Luiz Carlos Trabuco Cappi entrou no lugar de Márcio Cypriano, que deixou a direção pelo fato do estatuto do banco não permitir presidentes com mais de 65 anos.

Cypriano deixou o banco com um ótimo desempenho. Durante os anos de 1999 e 2009, o ex-presidente do Bradesco fez seu valor de mercado passar de US$ 5 bilhões para US$ 30 bilhões. Luiz Carlos Trabuco Cappi não ficou para trás e em 2015 adquiriu a filial brasileira do HSBC por US$ 5,2 bilhões, em um dos maiores negócios bancários da última década.

Essa aquisição fez com que banco continuasse na briga pelo topo do segmento de bancos privados no país. Atualmente o Bradesco está em segundo lugar, atrás somente do Itaú Unibanco, contudo a compra do HSBC fez a instituição superar a concorrente no número de agências, número de correntistas e no total de fundos de investimentos.

Além disso, aproxima-se em outros itens, como depósitos, ativos e empréstimos concedidos, aproxima-se o rival. Segundo Luiz Carlos Trabuco Cappi a aquisição permitiu que a instituição chegasse a um nível que só conseguiria com seis anos de crescimento orgânico.

Trabuco, como é conhecido pelos amigos e familiares, galgou um longo caminho até chegar a presidência de um dos bancos mais expressivos do Brasil e da América Latina. Ele é apenas o quarto presidente do banco e começou a trabalhar nele em 1969. Os três anteriores foram Amador Aguiar, o fundador, Lázaro Brandão e Márcio Cypriano.

Como outros executivos passou por todos os escalões de hierarquia. Destacou-se pelo trabalho realizado no setor de seguros, que comandou de 2003 a 2009. A área é uma das mais rentáveis, contribuindo com 30% do lucro do banco. Um dos seus maiores feitos foi a criação e desenvolvimento da universidade corporativa, bem como a renovação dos quadros de liderança.

Como se destacou

Sua característica mais marcante é a forte identificação com a cultura do BTC. Durante seus mais de 40 anos de atuação passou por diferentes setores estratégicos da empresa, a exemplo do marketing e previdência privada. Com apenas 47 anos chegou a vice-presidência.

No setor em que se destacou, o de Seguros, o comando de Luiz Carlos Trabuco Cappi foi responsável pelo aumento da participação do banco, de 23% para 25% do mercado. Além disso, a contribuição da seguradora no resultado da instituição passou de 26% para 35%.

Trabuco nasceu em Marília, interior de São Paulo e formou-se em filosofia pela Universidade de São Paulo.


Secretário do Planejamento anuncia que o governo não poderá gastar com rodovias

A concessão de 40 mil quilômetros de rodovias federais às empresas privadas foi anunciada no dia 14 de setembro pelo governo, que alegou não ter condições para manter os gastos com os trechos. Segundo a afirmação de Hailton Madureira, o secretário de Desenvolvimento de Infraestrutura do Ministério do Planejamento, a União não possui mais investimentos para cuidar das estradas brasileiras.

Durante o Seminário Internacional sobre Infraestrutura que é realizado pela Firjan – Federação das indústrias, o secretário revelou que o governo federal não possui fundos para gastar mais dinheiro com as rodovias brasileiras.

O secretário revelou no evento que atualmente as empresas privadas administram cerca de 10 mil km de todas rodovias federais do país, sendo que existe um potencial de 50 mil km para a concessão. Sendo assim, o governo pretende conceder os 40 mil km restantes para que as empresas possam administrar a partir do próximo ano. No entanto, um estudo será realizado previamente para que todas as partes se beneficiem do acordo.

Ele ainda destacou que a população terá uma rodovia em ótima qualidade e que o governo não precisará gastar para manter esse padrão.

Outro ponto destacado pelo secretário é referente ao usuário do pedágio, no caso a população brasileira. Segundo ele, haverá um sistema criado exclusivamente para atender os brasileiros de uma forma que ele não seja onerado nos trechos concedidos às empresas privadas. O que quer dizer que o governo irá fiscalizar e ter o cuidado de manter o valor do pedágio em uma média cabível ao bolso dos cidadãos.

A ideia lançada por Maurício Quintella, ministro dos Transportes, é de que as concessões sejam realizadas apenas em troca da manutenção das vias. Sendo assim, as grandes concessionárias que quiserem adquirir trechos das rodovias não precisaram investir em grandes obras como a duplicação de faixas ou construção de trechos. A concessionária ficará responsável por manter o trecho em ordem, com a sinalização funcionando e com as estradas livres de buracos.

O governo ainda realizará um planejamento sobre o assunto para que finalmente os trechos sejam ofertados


Astrônomo brasileiro descobriu um novo planeta

Image result for Astrônomo brasileiro descobre um novo planeta

Astrônomos brasileiros localizaram um planeta que orbita um astro similar ao sol. Esse planeta esta a mais de mil anos luz da terra e possui uma extensão quase idêntica a de Saturno, no entanto, sua massa corresponde a 50% se comparado ao sexto planeta do nosso sistema solar. Esse novo corpo celeste descoberto pelo Brasil pode ser considerado relativamente “leve”, pois seria capaz de flutuar na água se existisse outro astro do tamanho suficiente para coloca-lo.

De acordo com os responsáveis pela descoberta, o planeta apelidado de “Júpiter quente” esta perto do seu “sol”, que tem 8% mais massa e extensão 21% menor se comparado ao nosso. Além disso, é 200 graus Celsius mais quente e demora quase 1 semana para fazer o processo de orbita completo. Isso acarreta uma circunstancia conhecida na astronomia de “armadilha de maré”. Quando uma parte sempre esta na direção ao sol, alcançando dessa forma temperaturas altíssimas.

Graças aos cálculos de um brasileiro, eles tiveram o necessário para descobrir “júpiter quente”. Ele descobriu uma forma de tratar melhor os dados coletados por um observatório na Europa, que por 6 anos buscou sinais luminosos de planetas em outros sistemas solares através de uma técnica conhecida como “de transito”, que consiste em detectar as mínimas variações acarretadas pela interrupção da luz das estrelas, no instante que objetos passam em frente a elas. Esse método foi criado pelo Rodrigo Bonfleur que é astrônomo.

Segundo o Rodrigo, eles descobriram uma forma de realizar ajustes para tirar os ruídos dos sinais que acusariam novos planetas, como as nuances naturais do brilho dessas estrelas. Dessa forma, ele pode confirmar esse novo planeta. Ele ainda ressaltou sobre outros possíveis planetas que ainda precisam ser confirmados pelo mesmo processo.

Essa descoberta do planeta na constelação de Monocer foi registrada no periódico científico Monthly Notices of the Royal Astronomical Society e encheu os responsáveis de orgulho, pois todos na equipe são brasileiros. De acordo com José Dias do Nascimento, que é docente na Universidade federal do Rio Grande do Norte e coautor do estudo, tal descoberta insere o Brasil em uma posição importante dentre os “desbravadores do universo”.

 


Saiba mais detalhes da participação de Rodrigo Terpins na 22ª edição do Rally dos Sertões

 

O piloto Rodrigo Terpins tem demonstrado que o amor e o talento para o esporte são hereditários, seguindo os passos de seu pai, Jack Terpins, que também teve uma carreira esportiva de sucesso. Enquanto o pai foi ídolo dentro das quadras de basquete, o piloto tem se dedicado a prática do rally, participando de diversas competições a nível nacional do esporte.

Jack Terpins foi um jogador de basquete profissional nos anos 60, quando jogou pelo time do Hebraica. Depois de ter se aposentado das quadras e apostado em uma nova profissão, de investidor imobiliário e empresário, Jack continuou tendo uma importância destacada no meio esportivo por ser um grande apoiador do esporte como meio de formação para as crianças e os jovens.

Nas competições de rally em que participa, Rodrigo Terpins demonstra ser parecido com o pai e é conhecido por seu elevado nível de dedicação a modalidade, sempre ativo e em diferentes competições. Na lista dos torneios mais importantes que constam no currículo do esportista, é possível citar a 22ª edição do Rally dos Sertões, que é o maior campeonato off-road do país, marcada por seu altíssimo nível de dificuldade.

Durante a 22ª edição do torneio, todos os pilotos iniciaram sua participação em um trajeto de 150 km saindo de Goiânia, o qual era tomado por estradas de difícil acesso, forçando os pilotos a utilizarem toda a sua experiência e domínio sob o automóvel. Contudo, a dupla formada por Rodrigo Terpins e Fabrício Bianchini não se abalou com esses fatores e conseguiu finalizar a etapa em aproximadamente 2 horas, concluindo essa fase rally na sétima colocação da categoria Protótipos T1.

Quando perguntado sobre suas opiniões acerca do início do torneio, Rodrigo Terpins respondeu em entrevista que os trechos iniciais eram formados por diversos tipos de terrenos, aumentando assim o nível de dificuldade enfrentado pelas duplas. Apesar disso, ele analisou que o seu automóvel foi capaz de cumprir com as expectativas esperadas, devido ao cuidado dedicado a suspensão do automóvel, auxiliando em todas as ultrapassagens pretendidas pela dupla.

Após a realização de todas as suas provas, a 22ª edição do Rally dos Sertões foi composta por mais de 2.500 km percorridos em sete etapas distintas, que passaram por dois estados diferentes. No resultado final, Rodrigo Terpins e o navegador Fabrício Bianchini conseguiram algumas posições no pódio, e encerraram sua participação no torneio na oitava colocação do ranking, que era formado por quase 40 pilotos.

De acordo com os especialistas do esporte, a 22ª edição do Rally dos Sertões se caracterizou entre as mais disputadas e complicadas da história do campeonato. Sendo assim, a permanência entre o Top 5 em algumas etapas e o término entre os dez primeiros foi uma conquista e tanto para a dupla responsável pela direção do automóvel #326.

Como principal consequência da participação no torneio, o piloto destacou todo o aprendizado e as experiências vividas ao longo das sete etapas disputadas. Ele destacou ainda que o conjunto de resultados positivos só foram possíveis devido ao esforço da equipe envolvida com a dupla, responsáveis por oferecer toda a estrutura e o auxílio necessário durante uma competição de grande porte como essa.

 


KFC inaugura método de pagamento futurístico

A franquia de restaurantes do tipo fast food, conhecida como KFC, inaugurou na sexta-feira (1) um método de cobrança futurista que pode revolucionar o mercado. O sistema trabalha com reconhecimento facial, tecnologia que esta em alta na China.

A rede conhecida pelos deliciosos frangos fritos esta implementando esse novo método numa loja situada na China, especificamente na cidade de Hangzhou. O interessante é que o cliente consegue efetuar sua compra sem ao menos por a mão na carteira.

O grupo que controla o KFC é o Yum, o mesmo da famosa rede Pizza Hut. Foi noticiado que eles se associaram a Alibaba, um grande grupo especialista em comércio eletrônico. Dessa forma eles puderam ter acesso a essa modernidade.

O cliente só precisa ter uma conta no Alipay. Através dessa conta, que já possui os dados de pagamento do cliente, o terminal efetua a cobrança, mas não antes de uma confirmação. O sistema compara o rosto do cliente com a foto registrada na sua conta.

A tecnologia é segura. O processamento de imagem 3D garante que o escaneamento não confunda a pessoa com nenhuma outra imagem ou vídeo. Não é possível que alguém coloque uma imagem na frente na maquina para tentar engana-la, ou até mesmo um vídeo com o rosto de outra pessoa.

Essa modernidade esta cada vez mais presente na China. Recentemente, foi noticiado que um ponto turístico em Pequim, conhecido como Templo do Céu, aderiu a essa mesma tecnologia para evitar que os usuários dos banheiros furtem o papel higiênico. O escaneamento libera 60 cm de papel higiênico por pessoa.

KFC inaugurará 2 novas lojas no Espirito Santo

O investimento da rede norte-americana nessa tecnologia apenas demonstra que ela esta em franca expansão. Ela sempre esteve mais presente nas duas maiores capitais do Brasil, mas esse cenário esta mudando. Até o final de 2017, o Espirito Santo, poderá contar com duas novas lojas da franquia.

Esse investimento será feito pelo banco de franquias. Uma empresa que deseja ostentar o titulo de maior franqueada do KFC no Brasil.

O KFC que é lembrado pelo seu carro chefe, o balde de frango frito, já esta presente em mais de 125 países e conta com nada menos que 20 mil restaurantes.


Sommelier indica pratos do nosso dia a dia para serem acompanhados por um bom vinho

Image result for vinhos

A maioria das pessoas acredita que para saborear um bom vinho, é necessário que sejam pratos refinados para acompanhá-lo ou queijos excepcionais e caros. Mas descobrindo diversas combinações, a conclusão que se chega, é que a bebida pode sim ser degustada com pratos comuns do nosso dia a dia, declarou o criador do projeto Vinho Fácil, o sommelier Rodrigo Bertin, que é um profissional em harmonização.

O projeto que tem a finalidade de desmistificar o vinho, pretende fazer com que essa bebida, se torne mais corriqueira no dia a dia das pessoas. Para o sommelier, sem se importar com o rótulo, degustar um bom vinho fica mais próximo da experiência do que para o refinamento.

O vinho independente da comida que o acompanha, tem o poder de complementar esse prato, aprimorando o seu sabor, explica Bertin.

O especialista fez algumas combinações de pratos mais comuns, para acompanharem uma boa taça de vinho e esses pratos são:

Pastelzinho Ele fica ainda melhor com um bom vinho, pois ele faz uma limpeza da gordura que fica em nossa boca, e o pastelzinho pode estar recheado com os mais diversos recheios. Ele harmoniza com o vinho tinto, e as uvas mais indicadas são Carmenère, Merlot ou Pinot Noir.

Frango à passarinho – Ele também precisa de um vinho que diminua a gordura, e para ele o sommelier aconselha um vinho tinto ou branco, bem jovem e também frutado. As uvas mais indicadas são Merlot, Pinot Noir ou Chardonnay.

Calabresa acebolada – Nesse prato, o vinho acaba amenizando o gosto forte e acaba limpando o paladar. Os vinhos mais indicados são os tintos com uvas mais fortes, como Malbec, Shiraz ou Cabernet Sauvignon.

Pão com Mortadela – Esse que é um dos sanduíches mais tradicionais do país, e também pode ser apreciado com uma boa taça de vinho. A bebida ameniza o sabor forte da mortadela e ajuda na digestão. Os melhores vinhos para acompanhar esse sanduíche, são os tintos de corpo médio das uvas Malbec, Tempranillo ou Carmenère.

Macarrão com salsicha – Nesse prato, o molho avermelhado da salsicha fica ótimo com o vinho, e nesse caso o mais indicado é um mais leve e jovem, das uvas Pinot Noir, Merlot ou  Sangiovese .


Conheça a trajetória musical de Cassio Audi e dos demais integrantes da Banda Viper

O estilo musical Heavy Metal, que nos dias atuais ainda possui muitos admiradores, sempre foi a paixão de um grupo de rapazes. Os cinco jovens músicos, Cassio Audi, André Matos, Yves Passarell, Pit Passarell e Felipe Machado, compunham a chamada “Banda Viper”, um conjunto musical que lançou canções que foram apresentadas pela primeira vez em uma espécie de festival na cidade de São Paulo.

As apresentações do festival em questão fizeram parte de um projeto chamado de “SP Metal”, cuja organização ficou por conta de Luiz Calanca, um comerciante que trabalhava na Avenida São João, no coração da capital paulista. O segmento em que o idealizar da mostra atuava era o musical, uma vez que possuía uma loja de venda e compra de discos. Além da banda em que Cassio Audi tocava, outros conjuntos tiveram a oportunidade de apresentarem um pouco dos materiais ainda desconhecidos do público. Com isso, muitos trabalhos foram lançados naquela ocasião.

Conforme as considerações de Calanca, seu intuito foi o de reunir em um mesmo local, diversas bandas jovens para que estas pudessem interagir com outros grupos musicais, enquanto permitiam que o público tivesse contato com o material produzido. Os planos do empresário acabaram dando certo, o que foi considerado positivo para a carreira de Cassio Audi, dos demais integrantes da Banda Viper e também de diversos outros músicos que participaram do projeto.

Engana-se, no entanto, quem pensa que tais bandas reveladas no Projeto SP Metal tiveram sucesso momentâneo. Algumas delas, como por exemplo, a Centúrias e a Avenger carregam uma legião de fãs até os dias atuais, influenciando até mesmo algumas composições de outros artistas. Com a Banda Viper, ocorreu da mesma forma, já que o grupo ainda recebe manifestações por parte dos admiradores do seu trabalho. Apesar das imagens gravadas possuírem uma qualidade técnica bastante diferente das que se costuma ver atualmente, o material produzido foi ovacionado pelos que assistiram.

Na Banda Viper, Cassio Audi tocava bateria, Felipe Machado e Yves Passarel, ficavam com as guitarras, Pit Passarel se encarregava de tocar baixo e o vocal ficava por conta de André Matos. Com o passar do tempo, o quinteto foi conseguindo adquirir personalidade própria por meio dos trabalhos que foram lançados.

Por meio de um vídeo demo que foi batizado de “The Killera Sword”, a banda Viper ingressou profissionalmente no mundo da música. O ano de 1985 foi escolhido para a realização das gravações do material. Com isso, o público teve seu primeiro contato com as músicas de heavy metal compostas e tocadas pelo grupo dos cinco jovens músicos paulistanos.

Além de cair no gosto dos brasileiros, o trabalho do grupo alcançou sucesso também no exterior. Em países da Europa, a Banda Viper foi bem recebida pelos ouvintes, já no Japão os fãs existem em maior número. Os japoneses estabeleceram até mesmo um paralelo entre o som do quinteto em que Cassio Audi fazia parte e as produções do Iron Maiden, no que diz respeito ao modo cada um tocava. Assim sendo, os então jovens ainda são lembrados por admiradores e especialistas do meio musical.

 


Plano Nacional de Educação terá relatórios anuais apresentados pelo TCU

Com o intuito de reforçar o controle e obter uma ampla visão das metas estabelecidas para o Plano Nacional de Educação (PNE), o Tribunal de Contas da União (TCU) passará a entregar anualmente relatórios com o resumo das ações do plano que forem realizadas no determinado período.

Segundo o ministro Raimundo Carreiro, presidente do TCU, os acompanhamentos das metas do PNE serão feitos por meio de metodologia específica e sistematizada. De acordo com Ismar Barbosa, secretário de Controle Externo da Educação, Cultura e Desporto do TCU, o tribunal vem fazendo estes acompanhamentos das metas desde 2016. As sugestões para o aperfeiçoamento dos programas examinados, resultantes deste controle, foram enviadas aos governos municipais e estaduais e ao Ministério da Educação para ciência.

Barbosa explicou que esta estratégia será adotada para que a cada final de ano seja possível obter um posicionamento seguro conforme as metas apontadas. A ideia é que através dos relatórios apresentados haja um “olhar complementar” em busca de respostas aos acontecimentos em andamento e melhorias a serem feitas.

Estimava-se que até 2017 fossem cumpridas 30 estratégias e metas do PNE, entretanto, deste total, conforme informações da presidente do movimento Todos pela Educação, Priscila Cruz, somente 6 foram atingidas de maneira total ou parcial, isto é, 20% do planejado inicialmente.

Diante do cenário atual da educação brasileira, em sua opinião, é necessário lutar contra as desigualdades educacionais existentes no país. Esta diferença é fortemente influenciada pelo contexto socioeconômica dos estudantes, onde os alunos de baixa renda acabam sendo menos favorecidos, podendo esta situação atingir tanto níveis de ensino como condições de infraestrutura, segundo algumas pesquisas.

A Lei nº 13.005 aprovada no Congresso Nacional se refere ao Plano Nacional de Educação – PNE. Esta lei federal com vigência de 10 anos (2014-2024) tem como finalidade alcançar metas estabelecidas que contribuam para o aumento da qualidade do ensino no país, de educação infantil a pós-graduação. As estratégias do plano têm como objetivo estimular a valorização do professor, aumentar o investimento e melhorias em infraestrutura.


Filme adaptado de romance de Agatha Christie é um dos mais aguardados de 2017

Resultado de imagem para Assassinato no Expresso do Oriente

Um das maiores sucessos da escritora Agatha Christie irá ganhar uma nova versão nas telonas, o grande clássico “Assassinato no Expresso do Oriente”, tem previsão de chegar aos cinemas nos Estados Unidos e também no Brasil durante o início do mês de novembro.

A história tem como personagem central o famoso detetive Hercule Poirot,  um dos personagens mais icônicos da carreira da escritora,  o qual apareceu em mais de trinta romances policiais de Agatha Christie, e que dessa vez, tem a importante missão de investigar um assassinato que aconteceu dentro de um trem, como é mencionado no título da obra.

Como cenário, essa trama de época se passa dentro de um trem muito luxuoso, que devido a uma grande tempestade de neve, precisa parar na região da Iugoslávia por uma noite, período em que, de forma misteriosa, um dos passageiros aparece morto. A partir de então, a história tenta desafiar o público a adivinhar quem foi o responsável pelo assassinato entre os vários suspeitos que estão no trem, incluindo tipos bastante peculiares, como um mordomo, um conde, um médico, uma governanta, uma princesa e uma missionária.

Para dar vida a esses personagens, a adaptação cinematográfica do clássico de Agatha Christie conta com um elenco de peso, com nomes como a atriz Penélope Cruz, Johnny Depp, Daisy Ridley, Michelle Pfeiffer, Josh Gad, Kenneth Branagh, Willem Dafoe e Judi Dench, entre vários outros.

Com direção também de Kenneth Branagh, esse é um dos longas mais aguardados do ano de 2017, prometendo trazer ao público uma das melhores histórias de suspense dos últimos tempos. A obra original da escritora Agatha Christie que inspirou o filme, por exemplo, foi publicada em 1934 e causou uma grande comoção após o seu lançamento entre os fãs de Agatha.

A importância de “Assassinato no Expresso do Oriente” é tão significativa para a cultura popular que a obra já foi inclusive adaptada para o cinema anteriormente, durante os anos 70, e já foi citada em diversos filmes e programas de televisão, tamanho é o seu apelo para os fãs de um bom suspense construído de maneira impecável.