Month: August 2017

Emma Stone é a atriz mais bem paga em 2017

Related image

De acordo com o ranking divulgado pela revista norte-americana Forbes, a atriz Emma Stone, de 28 anos, foi a mais bem paga da indústria cinematográfica mundial no período que engloba os últimos doze meses. Com ganhos na casa dos US$ 26 milhões, cerca de R$ 82 milhões, a atriz viveu momentos de glória recentemente ao estrelar o sucesso ‘La La Land’,  filme que lhe rendeu o Oscar de Melhor Atriz.

O ranking das atrizes mais bem pagas do mundo em 2017 veio com algumas mudanças significativas quando comparado aos anos anteriores, em que a atriz Jennifer Lawrence, de 26 anos, esteve no topo da lista. Considerada uma das queridinhas de Hollywood, Jennifer Lawrence caiu para a terceira posição esse ano, com ganhos de US$ 24 milhões, tendo em vista que não se envolveu em muitas produções no período, tendo estrelado apenas o longa de romance e ficção científica ‘Passageiros’, ao lado do ator Chris Pratt.

O segundo e o quarto lugar do ranking, respectivamente, ficaram com duas atrizes já veteranas, Jennifer Aniston e Melissa McCarthy, as quais iniciaram suas carreiras em séries de televisão e desde então, conseguiram se manter na indústria do cinema, estrelando filmes de sucesso ano após ano.

Em quinto lugar, com um faturamento de US$ 15,5 milhões, está a atriz Mila Kunis, que emplacou no período a comédia ‘Bad Moms’, um filme divertido que arrecadou centenas de milhões de dólares nas bilheterias mundiais, o suficiente para que a continuação do longa fosse rapidamente planejada e desenvolvida pelos estúdios responsáveis.

Na colocação seguinte, com ganhos de US$ 14 milhões, estão as atrizes Charlize Theron e Emma Watson. Nos últimos doze meses, Charlize protagonizou vários filmes, entre eles o longa de ação e espionagem ‘Atômica’, muito elogiado pela crítica. Emma Watson, por sua vez, entrou para a lista das mais bem pagas de Hollywood pelo seu papel em ‘A Bela e a Fera’, um dos maiores lançamentos dos estúdios Disney em 2017 e um grande sucesso nas bilheterias mundiais.

Ainda fazem parte do ranking, Julia Roberts e Cate Blanchett, com ganhos de US$ 12 milhões cada um, e a atriz Amy Adams, cujo faturamento foi de US$ 11,5 milhões.


Forbes lista três mulheres entre os melhores CEOs do Brasil

A Forbes do Brasil divulgou recentemente uma lista com os nomes dos melhores presidentes de empresas no Brasil. Entre os fatores avaliados, a Forbes levou em consideração a capacidade de manter e melhorar a importância dos seus negócios, enfrentar períodos de crise e aliar as metas financeiras com preocupações autênticas relacionadas a proteção ambiental e bem-estar social. A partir desses aspectos, um grupo de especialistas e pesquisadores sobre gestão e negócios escolheram quais CEOs (Chief Executive Officer) se destacaram no ano de 2016 e merecem ser listados entre os melhores.

Na lista, que é composta por 25 CEOs, foram listadas três mulheres, sendo elas:

  1. Paula Bellizia – Microsoft

Responsável por liderar a maior filial da Microsoft, gigante em tecnologia, da América Latina, Paula Bellizia tem se destacado em sua gestão por investir de forma progressiva no serviço de armazenamento na nuvem da empresa, chamado Azure, e também nas ferramentas dedicadas a digitalização de dados, que é o caso da Cortana Analytics.

A Microsoft foi fundada em 1974, sendo considerada nos dias de hoje como  uma das maiores empresas do mundo.  Com um faturamento global de quase US$ 100 bilhões, a corporação está presente em cerca de 200 países e é responsável pela comercialização de softwares e hardwares.

  1. Cristina Palmaka – SAP Brasil

Presidente da filial brasileira dessa grande multinacional alemã, Cristina Palmaka se dedica a tarefa de alinhar a SAP Brasil ao conjunto de mudanças globais adotadas pela companhia. Nos últimos anos, a empresa tem crescido através dos seus investimento em serviços na nuvem e também pela criação de um laboratório dedicado a inteligência artificial e outras tecnologias de última geração.

Criada em 1972 por Dietmar Hopp, Hans-Werner Hector, Claus Wellenreuther, Hasso Plattner e Klaus E. Tschira, a SAP tem como sede mundial a cidade de Walldorf, na Alemanha. Com uma presença global de 190 países, a empresa possui um faturamento de mais de US$ 20 bilhões e emprega mais de oitenta mil funcionários ao redor do mundo.

  1. Chieko Aoki – Blue Tree Hotels

Chieko Aoki fundou a companhia Blue Tree Hotels há cerca de vinte anos, e desde então permanece no comando dessa grande rede hoteleira, resolvendo as questões e pendências rotineiras da empresa. Em 2016, a rede inaugurou cinco hotéis novos, paralisando a construção de onze unidades como estratégia para lidar com o cenário de crise econômica.

Fundado no Brasil em 1997, a rede de hotéis Blue Tree Hotels está presente em vários estados brasileiros como Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Considerada uma das maiores empresas do ramo no país, a rede hoteleira permanece crescendo e abrindo novas filiais a cada ano.

 


A ilha de Curaçao apresenta diversas atrações além de praias fascinantes

Resultado de imagem para curaçaoA

A ilha de Curaçao no Caribe possui cerca de 400 km², e seus visitantes tem a impressão de estar em uma cidade, que só existe em filmes. Curaçao fica nas Antilhas Holandesas, possuindo  praias  com areias finas e claras, com águas cor de turquesas bem próprias do mar caribenho. Essa área possui um dos pontos mais requisitados de mergulho da região, com cavernas que serviram de esconderijos para índios e negros.

Ele ainda possui um casario de natureza barroca, datado do século 18, que foi pintado em cores pastéis nos locais turísticos. O seu idioma é um curioso vocabulário que reúne idiomas como o espanhol, inglês, português, francês e holandês, e é chamado de papiamento.

Além de vários fatores que atraem visitantes de vários locais do mundo, Curaçao é um destino que está fora do caminho de furacões, que são comuns nas outras ilhas que fazem parte do Caribe.

A ilha também apresenta alguns cassinos, como uma das principais opções de divertimento para alguns de seus visitantes. Eles estão localizados no interior de alguns hotéis da ilha, como o Hill Ross Casino, Royal Casino, Casino Awasa e o Veneto Casino.

Também fazem parte do principal roteiro turístico da ilha, as Cavernas Hato, que estão localizadas no norte de Willemstad e eram usadas como esconderijos pelos índios, possuindo pinturas com cerca de 1500 anos, que podem ser admiradas dentro dessas cavernas. Elas também foram utilizadas por escravos que estavam fugindo. As suas galerias subterrâneas formadas por calcário, fazem parte de uma área que totaliza cerca de 5 mil m², onde os turistas podem visitar em virtude da iluminação artificial e da supervisão de guias da região.

As praias mais tranquilas ficam principalmente na parte sudoeste da ilha, onde as suas águas possuem uma cor turquesa e as areias são bem claras, bem no estilo caribenho. A praia mais conhecida pelos turistas é a de Curaçao é Kenepa, e Klein Curaçao é uma ilha desabitada que possui uma enorme faixa de areia, e está localizada em uma distância de duas horas de barco de Curaçao. Para visitar algumas praias da ilha é preciso pagar uma taxa.

Na ilha também existe um aquário chamado Curaçao Sea Aquarium, localizado em Bapor Kibra, e ele é o único do planeta que tem um método em que a sua água é trazida do mar frequentemente.

Outro fator que atrai os turistas, é que na ilha os produtos vendidos não possuem impostos, sendo que as mercadorias são comercializadas com descontos de até 30%.

 

 

 


Especialistas recomendam atividades físicas desde a primeira infância

Resultado de imagem para atividades físicas desde a primeira infância

Os maus hábitos de alimentação e sedentarismo começam na infância e para evitar problemas futuros, especialistas recomendam três horas de atividades físicas por dia já na primeira infância. Segundo especialistas, o sedentarismo está se tornando cada vez mais comum devido aos maus hábitos adquiridos pela sociedade ao longo dos anos. Péssimos hábitos como o de privar a criança de brincar e introduzir a TV, o vídeo game, o computador, o tablet, são diversos impedimentos para o desenvolvimento físico desta criança. Tudo isso farão dela um adulto sedentário devido aos estímulos que ela recebeu enquanto ainda estava aprendendo a engatinhar.

Em uma creche em São Paulo, as crianças pequenas se divertem bastante com muito espaço para engatinhar e brincar. “É importante para eles desenvolverem o equilíbrio, poderem andar mais rápido, porque aí eles vão desenvolver melhor a musculatura das pernas, com vários estímulos. Toda a parte de coordenação motora e de desenvolvimento da percepção de espaço, se desenvolvem em meio a essas brincadeiras. O que não pode acontecer é a criança ficar parada em um carrinho ou no colo de alguém, porque aí ela não vai desenvolver toda essa estrutura da forma que deveria”, diz a professora da Sociedade Benfeitora Jaguaré, Irani de Menezes.

Trocar a tela do celular, do tablet e do computador por brincadeiras do mundo real, essa é a principal recomendação dos médicos. Segundo um manual lançado pela Sociedade Brasileira de Pediatria, o ideal é que as crianças com até cinco anos de idade tenham até três horas diárias de atividades físicas leves, que misturem brincadeiras e pequenos exercícios físicos regrados e sempre diariamente. A partir dos seis anos de idade o tempo diário cai para uma hora de atividades físicas, mas a intensidade dos exercícios aumenta, com natação e corrida como parte das atividades, as crianças já se tornam mais propensas a uma rotina de atividades físicas até a idade adulta.

O combate ao sedentarismo já desde a primeira infância aliado a uma boa alimentação, diminui as chances de a pessoa desenvolver uma série de doenças, como diabetes, obesidade, problemas com a coordenação motora, depressão, falta de apetite e complicações cardiovasculares. O fundamental é que as atividades físicas sejam divertidas e adequada a idade das crianças e que respeitem o gosto da criança por cada uma dessas atividades. Desde a primeira infância já é possível identificar a inclinação delas para um determinado esporte.

“Desde bebezinho nós devemos estimular a atividade física nos pequenos, fazer eles buscarem participar de brincadeiras que envolvam movimentação e gasto de energia. Estimular a criança a agarrar objetos, utilizar músicas e sons para que eles se mecham conforme o ritmo, para que eles tentem se virar, sendo esses estímulos essenciais no dia a dia das crianças desde bebe, pois assim elas irão aprendendo que não devem ficar paradas”, diz o primeiro vice presidente da sociedade de pediatria, Clóvis Francisco Constantino.


Luiz Carlos Trabuco Cappi, do Banco Bradesco, e os destaques na carreira

A busca por renovação dos quadros de liderança foi uma das primeiras ações de Luiz Carlos Trabuco Cappi quando assumiu a presidência – lá em 2009 – da empresa em que atua há cerca de 48 anos, o Banco Bradesco. O empresário, hoje com 65 anos de idade, mas que começou carreira na instituição com apenas 18, buscou conversar com executivos de todos os escalões da empresa, bem como estabelecer rituais para dar autonomia aos que eram promovidos.

Avisados por Luiz Carlos Trabuco Cappi de que “quem recebe o microfone deve ter o que falar, passar uma mensagem, vocalizar posicionamentos, uma estratégia e um plano de ação”, os que ascendiam na companhia do mercado financeiro eram reunidos no Salão Nobre e recebiam o direito da palavra.

Mas Trabuco queria mesmo renovar e mais uma das maneiras encontradas por ele foi a busca por profissionais do mercado. Um exemplo? O diretor-executivo responsável pelo Bradesco BBI, Renato Ejnisman, que atuou no Bank of America e BankBoston.

No entanto, claro que o atual presidente, em seus oito anos no mais alto cargo da companhia bancária, destacou-se de outras formas. Em 2015, por exemplo, Luiz Carlos Trabuco Cappi consolidou um dos lances mais ousados à frente do Banco – ele comprou a filial brasileira do HSBC por US$ 5,2 bilhões, no maior negócio no Brasil naquele ano.  Esta foi a forma pela qual a instituição manteve-se na briga pelas primeiras colocações no ranking de ativos – ainda que a luta para alcançar novamente a liderança nesse ranking não fosse o principal objetivo do executivo quando assumiu a presidência da empresa.

Em 2009, o Bradesco recém havia perdido a posição de primeiro lugar no mercado financeiro e, na época, Trabuco, cautelosamente, declarou – “A liderança em si não é um objetivo […] Nosso objetivo é fazer o melhor trabalho nos municípios que atendemos ”.

Foi também por conta desta compra do HSBC, que Luiz Carlos Trabuco Cappi foi eleito o Empreendedor do Ano de 2015 nas Finanças pela ISTOÉ Dinheiro – uma revista brasileira de economia e negócios publicada pela Editora Três.

Mas com tantos anos de carreira e dedicação, claro que já haviam outros prêmios nas prateleiras do presidente bancário. O executivo já recebeu, por exemplo, o troféu Personalidade de Seguros do Ano, por duas vezes – uma em 2003, logo que assumiu o comando como presidente do Grupo Bradesco de Seguros e Previdência; outra em 2007, por conta de seus quatro anos da gestão no comando da seguradora.

Voltando mais alguns anos, em 2009, Luiz Carlos Trabuco Cappi marcou presença na lista das 100 personalidades mais influentes do Brasil, publicada pela revista Época. A redação da revista foi a responsável pela escolha dos participantes – que contou também com a ajuda de milhares de leitores e de especialistas de diversas áreas. Os integrantes foram selecionados por se sobressaíram pelo poder, pelo talento, pelas realizações ou pelo exemplo moral. O executivo nascido município de Marília, região Centro-Oeste de São Paulo, em 6 de outubro de 1951, integrou a categoria “Empreendedores & Pioneiros”.

 


Primeiro supermercado 100% orgânico é inaugurado em São Paulo

Resultado de imagem para solliorganicos

A busca por alimentos saudáveis já se tornou uma tendência aqui no Brasil. São cada vez mais pessoas preocupadas com a saúde e com a preservação do meio ambiente. Com isso, a produção de alimentos orgânicos aumentou bastante nos últimos anos, pois a demanda cresceu. A variedade desses produtos, também foi algo que explodiu e foi além dos vegetais. Hoje em dia é possível encontrar tudo orgânico, desde os comuns vegetais, até carnes, doces, laticínios, bebidas alcoólicas, produtos de limpeza e de higiene pessoal.

O maior problema em adquirir esses produtos, é reuni-los todos em um só lugar. Foi pensando nisso que um novo empreendimento chegou até a cidade de São Paulo, um mercado 100% orgânico. Pelo menos os paulistanos poderão se beneficiar de um ambiente com muita saúde e sustentabilidade. Inaugurado e localizado em Pinheiros, o primeiro supermercado que oferece todos os produtos orgânicos, possui cerca de 140m² com um total de mais de 2 mil produtos orgânicos. Com o nome de Solli, o mercado promete ser inovação em diversos quesitos, como sustentabilidade e compra consciente.

Além dos produtos orgânicos mais comuns, como os legumes, frutas e verduras, o mercado ainda oferece outros produtos que são chamados de Pancs, que quer dizer plantas alimentícias não convencionais. Elas quase não aparecem no comércio convencional, mas tem ganhado cada vez mais adeptos. Essas plantas pouco conhecidas pelas pessoas são muito nutritivas, exemplos disso são: a taioba e a ora-pro-nóbis. Segundo especialistas, o consumo de plantas como essas são excelentes opções para variar o cardápio e agregar ainda mais nutrientes para o corpo.

O mercado possui ainda uma área voltada para os vegetais que estão visualmente inferiores aos outros, mas que continuam saborosos e em ótimo estado. Nessa sessão, é possível encontrar preços muito mais acessíveis, garantindo que nenhum alimento seja desperdiçado apenas por não estar dentro dos padrões visuais. Esses vegetais são em maioria alimentos que podem ter uma cor mais forte ou mais fraca, ou ainda alguma manchinha na casca, mas que nem por isso deixam de ser nutritivos e deliciosos.

O mercado Solli também irá funcionar como uma oficina para quem quer aprender mais sobre a alimentação e produção orgânica. Além de mercado, o espaço irá oferecer uma discussão saudável com quem quer se aventurar em aulas de nutrição e de produção agrícola. Também é possível aprender com aulas de gastronomia e aprender muito sobre a alimentação saudável.

Em uma divulgação a imprensa, o mercado se pronunciou dizendo que em breve o “Solli Expedições”, estará disponível. O programa é uma espécie de passeio em que permite o consumidor conhecer os produtos e o local onde eles são produzidos. Os clientes poderão visitar as fazendas e os fornecedores que compõem a cartela de produtos do supermercado. A grande expectativa é de que essa ideia se espalhe por todo o país e mais pessoas tenham acesso a esses alimentos.

 


Em junho 36 mil novos postos de trabalhos gerados pela agropecuária

 

A agricultora é um dos principais setores da economia do país, que envolve tanto o agronegócio como movimentos sociais indígenas, quilombolas, agricultores familiares e uma população que tem capacidade de abastecer uma boa parte do mercado interno e externo do país.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o IBGE, o setor agropecuário teve um avanço de 1% do PIB, produto Interno Bruto, no primeiro trimestre desse ano apesar da crise. O setor cresceu 13% em comparação com o último trimestre de 2016 desde 1996 em termos trimestrais.

Na geração de emprego, o setor agropecuário teve o melhor saldo entre admissões e demissões, dos setores econômicos com 36 mil novos postos de acordo com dados co Cadastro Geral de Empregados e Desempregados. Apenas a administração pública com 704 novos postos, além da agricultura teve saldo positivo e os demais tiveram números maiores de admissões e demissões.

A agricultura familiar produz mais de 50% dos produtos da cesta básica e o Ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi disse: “O agricultor, além de fazer a diferença para a produção, tem muita coragem de pegar todos os seus recursos do ano, jogar no chão como semente, esparramar bem, não tem jeito de juntar e depois ficar ali, torcendo para chover, para não chover, para receber na hora de vender. É um cidadão muito corajoso, que faz muita diferença para a humanidade”. A estimativa da Companhia Nacional de Abastecimento é que este ano espera-se a safra recorde e uma produção de 237 milhões de toneladas, o que corresponde a um aumento de 27% que significa 50 milhões de toneladas a mais que a safra passada, que contou com 186 milhões de toneladas.

Dados do Censo Agropecuário, mostram que a agricultura família colabora em 86% dos estabelecimentos brasileiros, sendo responsável por 90% dos municípios com 20 mil habitantes, sendo 38% do valor bruto, fruto da produção nacional. A agricultura familiar e outras atividades no Brasil, ocupa ¼ da terra agrícola com a produção de 87% da mandioca, 69% do feijão, 59% dos porcos, 58% dos lácteos, 50% dos frangos, 46% do milho, 33% do arroz e 30% do gado.

O coordenador-geral da Confederação Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar do Brasil, Marcos Rochinski diz que: “O agricultor familiar tem um papel importante no desenvolvimento do nosso país, conquistou desde o governo de Fernando Henrique Cardoso, políticas públicas e reforçou economicamente o setor. Tivemos uma melhora significativa nas condições de vida do agricultor familiar”. Porém ele acha que o setor tem uma preocupação maior com a perda de benefícios por causa da extinção do Ministério do Desenvolvimento Agrário, transformado pelo governo atual na Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário. Também se preocupa com a diminuição de recursos que chegou a 47%.“Nossa posição é tradicionalmente mais comemorativa, mas esse ano é mais de protesto, para trazer a tona que estamos perdendo os investimentos. Não é à toa que alguns números começam a dizer que a fome volta a assolar e ser presente no meio rural, coisa que tínhamos conseguido eliminar. Tivemos melhoras significativas, mas nesse momento, estão todas em risco”,explica Rochingski.

Foram disponibilizados R$ 30 milhões re reais para serem investidos na safre de 2017 e 2018 segundo a Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário, como foi previsto no Plano Safra da Agricultura Familiar, que foi lançado em maio de 2017, e o subsecretário da Secretaria de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário, Everton Augusto Paiva Ferreira ressalta que:“Acreditamos que há um aumento na participação da agricultura familiar no contexto geral da agricultura brasileira. Para se ter ideia, o Pronaf, Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar, em 2006, disponibilizava R$ 7 bilhões, hoje, são R$ 23 bilhões. Triplicou em dez anos”.

Veja também: Safra de milho deve ser 389 maior em 2017, com produção recorde segundo IBGE


Universidade de Harvard cria curso inspirado na série ‘Game of Thrones’

Resultado de imagem para Universidade de Harvard cria curso inspirado na série ‘Game of Thrones’

Considerada como  uma das séries de televisão mais bem-sucedidas da atualidade,  Game of Thrones agora também irá servir como ferramenta para que universitários estudem mais a fundo sobre a Idade Média.

A ideia surgiu na Universidade de Harvard, centro de ensino de enorme prestígio e renome internacional. Ao perceber que os alunos estavam demonstrando pouco interesse em cursar matérias sobre história medieval no decorrer dos últimos anos, a instituição resolveu reverter esse cenário criando um curso especial inspirado na série Game of Thrones.

Com o nome de “The Real Game of Thrones: From Modern Myths to Medieval Models”, que em tradução para o português seria algo como “O Verdadeiro Jogo dos Tronos: Dos Mitos Modernos para os Modelos Medievais”, o curso promete utilizar as relações presentes no universo dos livros que inspiraram a série, escritos por George R. R. Martin, para explicar aos alunos sobre a história e a cultura da humanidade durante a era medieval.

As aulas desse curso irão ser dadas por Sean Gilsdorf, que além de professor, também é um importante historiador com especialidade nos estudos medievais, com o auxílio da professora Racha Kirakosian, que é especialista em religião no período medieval.

Em entrevista à revista Time, Sean Gilsdorf explicou um pouco mais sobre o curso, e disse que espera trazer a tona em sala de aula um debate sobre como os livros e a série de televisão replicaram, adaptaram e distorceram a história e a cultura da Era Medieval nos continentes da Europa e Ásia entre os anos 400 e 1400. Segundo ele, parte dos personagens da série apresentam um arquétipo muito comum na idade média, como o rei, o segundo filho, o aventureiro e outros, que estão de acordo com a história e a cultura do período.

No Brasil, a série Game of Thrones está atualmente em sua sétima temporada, com novos episódios sendo exibidos semanalmente aos domingos no canal a cabo HBO. O programa é estrelado por Emilia Clarke, no papel de Daenerys Targaryen, Kit Harington como John Snow, Lena Headey como Cercei Baratheon e Peter Dinklage interpretando Tyrion Lannister, entre outros.

 


Uma nova orientação médica retira a obrigação de exames laboratoriais serem realizados em jejum

Sabe aquela velha história de ter que fazer jejum de até 12 horas antes de realizar alguns tipos de exames médicos? Alguns laboratórios não estão mais pedindo para os pacientes fazerem jejum antes desses exames.

A corretora de seguros, Ana lúcia Ribeiro, finalmente fez os exames de rotina, só o exame de sangue ela já tinha adiado quatro vezes. “Da primeira vez eu esqueci completamente e tomei o café da manhã, ai eu tive que adiar. Marquei novamente o exame, acordei de manhã na data marcada, o hábito é de tomar o café, fazer o café e tomar ele feito na hora, mais uma vez eu esqueci e tomei meu cafezinho logo cedinho, tive que adiar de novo”, diz Ana Lúcia.

Mas agora existe uma novidade que pode ser um alívio para Ana Lúcia e outras pessoas. Um grupo formado por diversos profissionais da saúde, concluíram que o jejum não é mais necessário para a grande maioria dos exames. “Nós ficamos em estado de jejum normalmente no período noturno, no restante do dia nos estamos em um estado alimentado. Então, a avaliação de um exame no estado alimentado é muito mais representativo do que nós estamos obtendo com exames feitos em pacientes em jejum”, afirma a endocrinologista, Cleide de Oliveira Wengrill Sabino.

Os laboratórios não são obrigados a seguir a nova orientação, mas vários deles já aboliram a obrigatoriedade do jejum. Exceções acontecem para exames específicos e quando há indicação médica. “O paciente quando chega com a relação de exames, ele irá ser informado daqueles que precisarão serem feitos em jejum e daqueles que estão liberados do jejum”, explica Cleide.

A tendência é que a nova orientação agilize a realização desses tipos de exames, que já não precisam mais serem feitos só no período da manhã. Como o jejum não é mais obrigatório, as pessoas ficam livres para vir no momento em que for mais conveniente para elas, inclusive podem marcar vários exames juntos. “As pessoas irão poder encaixar os exames entre si e poder fazer todos eles, sem precisar marcar vários dias para poder cumprir toda a agenda de exames”, diz Cleide.

Exames de sangue que normalmente são realizados em jejum de 8 horas, em sua grande maioria não precisarão serem realizados desta forma. O que os profissionais de saúde enfatizam é que as pessoas não exagerem em sua alimentação antes de um exame de rotina, por exemplo, que elas não comam uma feijoada ou consumam bebidas alcoólicas e outras substâncias que podem alterar o exame a ser realizado. Nesse caso, o que vale é o bom senso.

“Os profissionais de saúde, os médicos, eles deverão orientar bem os pacientes antes da realização de qualquer exame, que certos alimentos e bebidas deverão ser evitados. As pessoas deveram estar cientes disso de agora em diante”, reforça Cleide.