Month: June 2017

Daniel Day-Lewis anuncia que vai se aposentar

Image result for daniel day lewis

Representante do consagrado ator britânico anunciou que ele se aposentará após o lançamento de mais uma parceria com o diretor Paul Thomas Anderson

O fim está próximo. No caso, o de uma das carreiras mais brilhantes do cinema, vencedor de três Oscars de melhor ator e uma das maiores personalidades do mundo do cinema atualmente. A representante do ator, Leslee Dart, anunciou que Day-Lewis, 60 anos, não mais atuará em filmes a partir de agora, tendo sido esta decisão pessoal dele.

Daniel Day-Lewis é conhecido por poucos, porém certeiros papéis ao longo de sua carreira. Em “Meu Pé Esquerdo”, o ator vive o personagem Christy Brown, escritor e pintor com paralisia cerebral, no filme que lhe concedeu seu primeiro Oscar, em 1990. A segunda estatueta veio na premiação de 2008, com “Sangue Negro”, na qual interpreta maravilhosamente Daniel Plainview, uma espécie de empresário no início da exploração petrolífera. Por fim, o último prêmio veio pela interpretação do presidente americano Abraham Lincoln, no filme homônimo de 2013.

Filho do poeta Cecil Day-Lewis, desde cedo dedicou-se à carreira de ator, tendo estudado atuação na Bristol Old School e estreado como ator de cinema em 1971, no filme “Domingo Maldito”. Após este, dedicou-se ao teatro e integrou as companhias Bristol Old Vic e Royal Shakespeare, retornando ao cinema 11 anos depois, no filme “Gandhi”.

Indicado ao prêmio de melhor ator por outras duas vezes em que não venceu – “Gangues de Nova York” e “Em Nome do Pai” -, Day-Lewis deixa um legado imensurável para o mundo do cinema e, consequentemente, muitos telespectadores órfãos de suas atuações memoráveis.

O último trabalho do ator será o filme “Phantom Thread”, mais uma parceria dele com Paul Thomas Anderson, e que está em fase de pós-produção e chegará aos cinemas somente em 2018. O filme ambienta-se na década de 1950 e Daniel Day-Lewis interpreta um designer de moda que trabalha para a alta sociedade. Segundo informações de fontes próximas, Day-Lewis pretende realizar a turnê de divulgação do novo filme a fim de despedir-se oficialmente da profissão pela qual militou por mais de 40 anos.

Mais informações acerca do ator podem ser obtidas em sites especializados em cinema, como o Cineplayers, o IMDB e o Omelete.

 

 


Doação de medicamentos para pacientes autoimunes no RS

Resultado de imagem para medicamento

O Laboratório Accord Farma é uma empresa Indiana que atua em mais de 11 países latino-americano e está estabelecida no Brasil a mais de 10 anos. Ele recentemente doou medicamentos para pacientes locais, para o tratamento de doenças autoimunes à Divisão de Assistência Farmacêutica, da Secretaria de Estado da Saúde do Rio Grande do Sul (DAF-SES/RS.)

Empresa com especialização em produtos genéricos, a Accord Farma trabalha na área de alta tecnologia como a oncologia e a imunossupressão e atua em diversos segmentos de atendimento primário e secundário. Ela possui um amplo portfólio de aprovações de mais de 6.000 produtos em 220 moléculas, além de outras 43 moléculas sob registro e 121 em desenvolvimento.

Os medicamentos que foram envolvidos na doação foram o Metotrexato 25 mg/mL 2mL (4.000 frascos), Topiramato 25 mg (20.000 comprimidos) e Topiramato 50 mg (30.000 comprimidos). A distribuição foi feita no mês de maio na própria sede da DAF-SES, localizada em Porto Alegre (RS).

Os pacientes que fazem uso dessas medicações sofrem com a dificuldade de acesso aos remédios pela falta de recursos financeiros do governo. Os medicamentos serão entregues de forma prioritária aos órgãos responsáveis pela distribuição.

“Nossa prioridade é apoiar as pessoas e demonstrar solidariedade, pois estamos falando de medicamentos críticos. Como uma empresa multinacional, nosso papel também é atuar em parceria com o governo brasileiro para que a situação se normalize, considerando o momento atual do país, de recuperação econômica” explica Abhishek Banerjee, diretor regional da Accord Farma para a América Latina e ainda diz que “A iniciativa ajuda os pacientes a terem mais qualidade de vida até que o fornecimento seja retomado”.

As doenças autoimunes tratam-se de doenças que afetam qualquer órgão do nosso corpo, e acabam atacando o próprio órgão em vez de protegê-lo, o que inclui as doenças que atingem simultaneamente esses órgãos, como o sistema nervoso, aparelhos digestivos e respiratórios, pele, sangue, olhos, articulações e as glândulas endócrinas formando um grupo de mais de 100 doenças que são relacionadas.

O objetivo do laboratório foi distribuir produtos complexos com tecnologias clínicas de maiores exigências oferecendo formas acessíveis para pacientes e também colaborando com a economia das seguradoras sendo elas públicas ou privadas.

Veja também: Consulta Pública sobre medicamentos para doenças raras

 


Descubra mais sobre as vantagens do sistema e-governe

O e-governe é um sistema que emite notas fiscais eletrônicas adotado pela Prefeitura de Osasco desde o ano de 2009. Através dele, os prestadores de serviço da cidade de Osasco podem escriturar todos os seus documentos fiscais, fazer a emissão de notas fiscais eletrônicas e muito mais. Além disso, esse programa faz a integração entre as funções de gerenciamento de ISS (Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza) e de gerenciamento das Notas Fiscais Eletrônicas, seguindo o que foi estabelecido pela legislação atual da cidade de Osasco.

Desde que foi adotado, esse sistema de emissão de notas moderno do município de Osasco tornou todo esse processo mais rápido e seguro para as empresas da cidade. Ao controlar tudo através da internet, o programa permite que os prestadores recuperem e emitam uma segunda via sempre que for necessário.

Entre os principais benefícios do e-governe está o fato da nota fiscal poder ser emitida a qualquer hora e também em qualquer lugar que tenha uma conexão estável com a internet. Além disso, também é possível visualizar e imprimir segundas vias quando necessário. A segurança é outro aspecto importante, tendo em vista que a confidencialidade de todas as informações presentes na nota fiscal é asseguradas pelo sistema de Nota Fiscal Eletrônica, que impede qualquer tipo de falsificação ou extravio de dados.

O e-governe é especialmente interessante paras as corporações que emitem um fluxo grande de notas fiscais, pois o programa facilita o trabalho dessas empresas e permite que elas deixem de armazenar todas as cópias de suas notas a partir do momento em que tudo estará guardado na rede. Para completar, o sistema possui uma navegação simples e fácil, pois é moderno e utiliza uma tecnologia de ponta em sua elaboração.

Recentemente, a Prefeitura de Teresina optou pela implantação do programa e-governe em vários órgãos da cidade, promovendo um treinamento entre estes funcionários para que eles se tornassem aptos a fazer uso desse sistema o mais rapidamente possível. Miguel Oliveira, presidente da Prodater, empresa teresinense de Processamento de Dados, ressaltou que esses treinamentos já haviam sido realizados com funcionários da Secretaria Municipal de Finanças, da Fundação Municipal de Saúde e da Secretaria Municipal de Educação.

Em Teresina, o e-governe tem sido implantado pelo ICI (Instituto Curitiba de Informática). E no futuro, o desejo da prefeitura da cidade é ampliar ainda mais esse sistema para oferecer um serviço melhor e mais eficiente ao público.

 

De acordo com Sílvio Mendes, atual prefeito da cidade, é essencial que o sistema seja colocado em pleno funcionamento o mais breve possível, pois ele será capaz de trazer vários benefícios a população do município. Como exemplo disso, ele irá tornar o atendimento mais rápido e contribuir para que as principais reivindicações do povo teresinense sejam atendidas logo, além de facilitar no monitoramento do conjunto de serviços prestados pela cidade.

Além de Teresina, outras cidades também estão interessadas em adotar o sistema, visando todas as vantagens que ele é capaz de trazer, tudo isso em pouco tempo e com grande facilidade.

 


Desmatamento aumentou quase 60% na Mata Atlântica

Resultado de imagem para desmatamento

Entre os anos de 2015 e 2016 o desmatamento cresceu 57,7% fazendo o bioma perder 29 mil hectares de mata, o que se compara ao tamanho de 29 mil campos de futebol

Um número assustador, porém real, apresentado pela Fundação SOS Mata Atlântica e pelo Inpe Instituto de Pesquisas Espaciais, mostrando que no período de 2014 a 2015 houve um desmatamento de 18 mil hectares.

“O que mais impressionou foi o enorme aumento no desmatamento no último período. Tivemos um retrocesso muito grande, com índices comparáveis aos de 2005” relata a diretora executiva da SOS Mata Atlântica, Márcia Hirota que diz que durante 10 anos a área espalhada por dezessete estados não registrava nenhum desmatamento nessas proporções. Nos anos de 2005 a 2008 a perda foi de quase 103 mil hectares de mata uma média anual de 34 mil hectares a menos.

Nos anos de 2015 e 2016 o estado da Bahia registrou um índice alto de desmatamento, chegando a 12 mil hectares, o que chega a um aumento 207% em comparação ao período anterior que foi de quase 4 mil hectares. Os municípios de Santa Cruz Cabrália e Belmonte estão no topo da lista como os maiores desmatadores com 3 mil e 2 mil hectares e se forem somados aos outros desmatamentos que foram identificados em outros municípios como Porto Seguro e Ilhéus, esse número chega a 30% de desmatamento do bioma na região dentro desse período.

“Essa região é a mais rica do Brasil em biodiversidade e tem grande potencial para o turismo. Nós estamos destruindo um patrimônio que poderia gerar desenvolvimento, trabalho e renda para o estado”, avaliou Márcia.

O estado de Minas Gerais ficou em segundo lugar, com 7 mil hectares desmatados e os principais pontos de desmatamento foram em águas Vermelhas com 750 hectares, São João do Paraíso com 570 hectares e Jequitinhonha com 450 hectares, de acordo com os dados da SOS Mata Atlântica, que reconheceu a região como principal motivo do desmatamento a produção de carvão. O estado ficou na frente no desmatamento durante sete das nove edições do Atlas da Mata Atlântica.

O estado do Paraná que era de quase 2 mil hectares em 2014, passou para 3,5 mil em 2015, e esses números representam um aumento e 74%, já em seu segundo ano de crescimento, onde é concentrada nas regiões das araucárias que estão ameaçadas de extinção atualmente com apenas 3% de florestas remanescentes.

O estado do Piauí por 4 anos seguidos registrou os maiores números de desmatamento nos municípios de Manoel Emídio com 1200 hectares, Canto do Buriti com 640 hectares e Alvorada do Guguéia com 625 hectares.

O diretor de Políticas Públicas da Fundação SOS Mata Atlântica, Mario Mantovani, acha uma situação gravíssima com uma tendência de reversão na diminuição do desmatamento registrado nos últimos anos. “O setor produtivo voltou a avançar sobre nossas florestas, não só na Mata Atlântica, mas em todos os biomas, após as alterações realizadas no Código Florestal e o subsequente desmonte da legislação ambiental brasileira. Pode ser o início de uma nova fase de crescimento do desmatamento, o que não podemos aceitar”, informa Montovani.

Veja também:Governo realiza II Encontro do Plano de Conservação da Mata Atlântica

 

 


As pessoas com mais de 40 anos fazem empresas descobrir novos conceitos e oportunidades

Ao longo do passado recente, os “entas” (designação atribuída a pessoas que ultrapassam os 40 anos de idade) têm sido protagonistas de uma mudança radical no que diz respeito ao seu comportamento. Quem o diz é Vern Bengston, um professor da University of Southern California e especialista em sociologia, que tem seguido com atenção a esta mudança comportamental, em que se denota uma maior procura por parte das pessoas desta idade para elementos que tragam mais saúde e energia aos seus dias. Apesar dessa mudança comportamental, as empresas não têm dado a verdadeira atenção a esta procura, preferindo assim continuar a criar produtos para as faixas etárias mais novas.

Por isso mesmo surge a Expo+40, uma entidade vocacionada para as necessidades destas pessoas. A exposição foi criada a partir da reunião de vários profissionais de diversas áreas como o entretenimento, jornalismo, eventos ou publicidade. O objetivo é promover um encontro e maior conexão entre as empresas e as pessoas que tenham mais de 40 anos de idade. Este evento será realizado nos dias 24 a 26 de Novembro, em Curitiba.

Chris Ayosa é uma das organizadoras do Expo+40 e explica que o aumento da esperança média de vida é um dos fatores que leva as pessoas a procurarem outro tipo de soluções e produtos que aqueles que se procurava na década de 70 do século passado. No entanto, a mesma também afirma que “pessoas entre 45 e 60 anos de idade pensam em novas carreiras, novos projetos, novos relacionamentos e novos hábitos de consumo. Procuram produtos, serviços e tecnologia dos mais diversos segmentos da indústria”. Chris continuou o seu raciocínio explicando que “Mas, muito além de oferecer produtos e serviços é necessário saber direcionar ações de marketing e de propaganda para esse segmento. As empresas ainda estão com campanhas muito focadas em pessoas mais jovens, mesmo com o objetivo de atrair o público mais adulto,algo que precisa ser mudado com urgência. É isso que a EXPO+40 quer! Fazer com que as empresas se comuniquem mais e melhor com o público que mais cresce no mundo”.

A organizadora finalizou referindo que, “A jovialidade e o bem-estar físico, tanto no que diz respeito à saúde quanto à aparência é uma das maiores preocupações entre os ‘ENTAS’. Percebe-se isso claramente com a quantidade de pessoas nessa faixa de idade presentes nas academias, nos parques e nos centros estéticos.” A Expo+40 contará com diversas ofertas de produtos até palestras com artistas e outras personalidades que estejam relacionadas com a área do empreendedorismo e o bem-estar.

 


Em campanha offline da Fine, José Henrique Borghi incentiva sorrisos de consumidores

Desde o início de sua jornada profissional, José Henrique Borghi em inúmeras ocasiões foi responsável por assinar trabalhos que alcançaram grande repercussão nacional. Desta vez, a agência Mullen Lowe Brasil, onde Borghi atua como co-CEO e CCO, assumiu o projeto de elaboração de ações publicitárias offline da marca de doces Fini, pertencente ao grupo espanhol Sánchez Cano. A divertida campanha chamada “Abriu, Sorriu” tem como objetivo proporcionar sensações positivas e agradáveis a seus consumidores.

O posicionamento “Abriu, Sorriu”, cujo lançamento ocorreu no mês de abril, foi idealizado com a intenção de transmitir as pessoas agradáveis surpresas ao abrir um simples pacote de balas, trazendo mais divertimento a sua rotina diária. Esta campanha da Fini envolve tanto ações online quanto offline, sendo o projeto da parte offline executado pela Mullen Lowe Brasil, de José Henrique Borghi.

Uma ação conjunta realizada pela parceria entre o Jornal Metro e a Fini proporcionou aos habitantes de São Paulo e Rio de Janeiro momentos divertidos e engraçados. Nas cidades foram distribuídas cerca de 60 mil unidades do jornal contendo somente notícias boas. Juntamente com a edição especial foi entregue um pacote com balas de gelatina Fini em formato de dentaduras.

As entregas dos exemplares foram feitas no horário de pico, período este escolhido justamente por haver um maior número de pessoas cansadas e estressadas. Os registros das reações, que resultaram em muitos sorrisos e risadas, foram feitos através de filmagens da agência Fri.to para posterior produção de vídeo e divulgação na web. A ação viabilizada pela parceria teve como objetivo mostrar a Fini como uma representante das boas surpresas que podem surgir durante o dia das pessoas.

A agência de José Henrique Borghi, designada a elaborar o projeto offline, desenvolveu sete diferentes comunicações. A campanha chamada “Transformações” também rendeu sete filmes a serem exibidos em cinemas, TV fechada e OOH (Out Of Home). Todos os filmes produzidos pela empresa publicitária retratam simples situações do cotidiano onde a Fini é capaz de proporcionar sorrisos nos rostos das pessoas.

José Henrique Borghi compara a diversão de trabalhar com a Fine ao prazer de atender aos clientes da Mullen Lowe Brasil. “Por aqui (na agência), fazer a comunicação para o cliente é também um grande prazer. Igualzinho aos produtos da marca”, destacou José Henrique Borghi.

Líder de mercado no Brasil, a Fine através de sua origem artesanal e versatilidade em produtos é considerada uma das maiores empresas fabricantes de guloseimas do mundo. Marcando presença em mais de 80 países, está sempre atenta ao mercado investindo em estratégias que toquem e surpreendam os consumidores dos produtos da marca.

O coordenador de Marketing Digital da Fini, Luiz Henrique Ferreira, revela que o desejo da empresa é oferecer alegria aos consumidores dos produtos da marca, transformando momentos ruins em bons, ou ainda melhorando o que já está bom. “Quando você abre um pacote de Fini, um baleiro em uma de nossas franquias, ou uma caixa da Fini Store, instantaneamente você sorri. Não existe nada mais verdadeiro do que isso”, comentou.

 


Nova legislação chinesa de cibersegurança visa maior proteção e controle

Image result for cibersegurança

No mês de junho deste ano entrou em vigor uma nova legislação para a cibersegurança na China visando maior proteção e controle de informação de suas instituições e cidadãos. A legislação regulamenta novos critérios para armazenamento de dados em nuvens e servidores privados. A medida trouxe preocupações e dúvidas para muitas empresas estrangeiras que atuam no país prestando serviços e vendendo produtos pela internet.

O governo chinês possui um sistema de cibersegurança conhecido como The Great Firewall ou então a “Grande Muralha Virtual”, em alusão à lendária Muralha da China construída para proteger o país dos ataques Mongóis. O sistema monitora os conteúdos veiculados em portais chineses, sobretudo, informações que contrariem a orientação política ideológica do governo.

Fortalecendo a Muralha Virtual

No entanto, os ataques agressivos com o malwear (softwear malicioso) chamado Wannacry, que atingiu cerca de 150 países e mais de 200 mil vítimas em todo o planeta no mês de maio, levou as autoridades chinesas a reforçarem seu sistema de cibersegurança intensificando o controle do tráfico de dados em servidores localizados em território chinês.

As empresas que fornecem serviços pela internet serão proibidas de vender ou reter informações pessoais dos clientes, caso os dados estejam armazenadas em servidores localizados na China. Além do mais, as empresas deverão apagar do sistema os dados de clientes que solicitarem a exclusão permanente de suas informações pessoais.

A tomada de consciência sobre a vulnerabilidade na internet estão levando empresas a tomarem medidas de proteção e fortes investimentos em produtos e serviços de segurança. Certamente, o setor de cibersegurança apresenta boas condições de crescimento pelos próximos anos e pode se transformar em uma ferramenta indispensável para o tráfego seguro pela internet.

O crescimento do setor de cibersegurança

Diante das novas ameaças no mundo virtual e do grau de sofisticação dos golpes aplicados, a demanda por softwear antivírus, sistemas de cibersegurança, manutenção e segurança de redes cresceram e movimentaram em todo o mundo, de 2015 para 2016, cerca US$ 81,6 bilhões, segundo dados apontados pela Gartner.

Outro elemento que dificulta as investigações de crimes cibernéticos foi o surgimento das moedas digitais criptografas usadas para movimentação de valores pela rede. O sistema de criptografia usada pelas principais moedas digitais, tais como, o Bitcoin chama a atenção dos especialista em segurança, pois pode ser aplicado para outros fins como por exemplo, a segurança de documentos e operações financeiras.

O sistema chama-se Blockchaim, e vem sendo estudado e aplicado para os chamados contratos inteligentes, que visam realizar transações por meio de um sistema de segurança criptografado a um nível tão elevado que chega a ser quase impossível a sua violação. As grandes ameaças pela internet estão aquecendo o mercado de cibersegurança e vem estimulando grandes investimentos para novas soluções.

 


Pesquisadores desenvolvem tinta que apaga impressão 3D

Essa curiosa tinta que apaga impressão em 3D é composta por um polímero com ligações químicas quebráveis, onde separa os blocos fundamentais uns dos outros através de um solvente. Esse tipo de impressão pode demorar horas pra imprimir, e muitas vezes podem ocorrer erros na impressão final que força a começar a impressão novamente e todo o trabalho é perdido.

Agora isso é passado depois que o Instituto Karlsruhe de Tecnologia (KIT, pela sigla em alemão) na Alemanha ter feito uma pesquisa rigorosa na escala nanométrica. Os pesquisadores desenvolveram uma tinta que ao ser exposta a um solvente, pode ser apagada por completo ao ser usada na impressão chamada escrita direta a laser, através de um feixe controlado por computador que cria uma estrutura minúscula em 3D de até 100 nanômetros.

Pra se ter uma noção do tamanho desses nanômetros, os vírus mais comuns possuem o tamanho de 20 e 300 nanômetros. Essa tinta é formada por polímero com ligações químicas quebráveis, cujo na presença de uma sustância solvente podem ser separados e a estrutura impressa pode ser apagada por completo e esse material que seria “lixo” pode ser reaproveitado.

Christopher Barner-Kowollik, um dos autores da pesquisa diz que “Desenvolver uma tinta que pode ser apagada era um dos seus maiores desafios”, apesar de existirem diversos formatos de estruturas impressas em 3D, esse tipo de bloco são linhas finas, camadas ou pilhas desse material.

Esse “apagador” seria especialmente útil para pesquisas na área da biologia, já que o próprio kit desenvolveu impressões de células nanométricas. Segundo João Paulo Sinnecker, do Laboratório de Nanociência e Nanotecnologia do Centro Brasileiro de pesquisas, o principal ponto da pesquisa é a criação de uma tinta de um tipo de polímero que pode ser apagada e reescrita.

“As tecnologias que trabalham com escamas nanométricas são bem mais atraentes por não terem sido possíveis antes devido a escala nano” diz o pesquisador.

Para testar o polímero foi criada uma estrutura parecida com um ringue de luta com quatro pilares tomados por barras impressas em 3D, onde duas barras eram impressas em material comum e outras duas em material usando a nova tecnologia que foi testada com o solvente. Assim provou-se que apensa as tintas apagáveis se dissolveram.

A impressão 3D é um processo único, moldados com temperatura ou raios UV quando o solido fica no mesmo estado.

Um bom exemplo seria como fritar um ovo e depois desfazer tornando novamente apenas um ovo cru.

Veja também: Japoneses imprimem bebês em 3D a partir de ultrassom


Pesquisa aponta que 6 em cada 10 brasileiros não praticam atividade física

Resultado de imagem para atividade física

No Brasil a maioria das pessoas não praticam nenhuma atividade física, de acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) divulgada pelo Instituto de Geografia e Estatísticas – IBGE. Sempre há uma desculpa pra a falta de atividade física. A maioria das pessoas justificam devido ao trabalho, ao cansaço do dia a dia, ou a preguiça e isso gera o sedentarismo que corresponde em média 60% dos brasileiros de acordo com a pesquisa.

Dentro desse número,35% disseram não gostar da prática de atividades físicas, e outros 19% que não realizam devido algum problema de saúde que os impedem.

A pesquisa revelou números preocupante aqui no país: mais de 123 milhões de pessoas com mais de 15 anos de idade são sedentárias. As mulheres são as que mais ficam “paradas” dentro desse número de sedentários, que chega a 66,6%, e os homens chegando a 57,35% dos sedentários. De acordo com a pesquisa, é no Sudeste o lugar que as pessoas ficam mais “ocupadas” e sem tempo para a prática de atividades físicas.

Entre os brasileiros que praticam atividade física, 21% são os atletas de final de semana, que só praticam as suas atividades entre sábado e domingo. A caminhada está entre a atividade física mais praticada e preferida entre os brasileiros chegando a 49,1% dos que se exercitam e a motivação principal para quem pratica atividade física é a qualidade de vida. As pessoas buscam se exercitar não somente pela estética, mais também para ter uma vida mais ativa e mais saudável. Mas é claro, um corpo bonito e auto estima andam juntas e chegam a 40,2% dos entrevistados.

Um dos maiores males da humanidade hoje em dia é a obesidade e o aumento do sedentarismo. A população brasileira está sendo redirecionada para esse quadro de obesos que só aumenta a cada dia.

É importante ressaltar que as pessoas que não estão acima do peso também devem praticar regularmente algum tipo de atividade física, pois segundo um estudo realizado na Inglaterra, pela Universidade de Cambridge, o número de mortes relacionadas a obesidade é duas vezes menor do que os relacionados com o sedentarismo. O estudo também constatou que apenas 20 minutos por dia de atividade física já reduzem a mortalidade em pessoas com menos de 65 anos, já que a pratica diminui também os riscos de desenvolver uma doença cardiovascular ou ate mesmo o câncer.

Veja também: Obesidade Infantil, sintomas, tratamentos e causas

 


Administração de Trump, modifica regras da gestão Obama sobre alimentação nas escolas

 

Resultado de imagem para trump

O governo Trump afrouxou os requisitos de almoço escolar da era Obama, dizendo que as escolas não precisam se esforçar tanto para servir grãos inteiros, leite sem gordura e alimentos com baixo teor de sal. É muito difícil para as escolas fazerem as crianças que não gostam da comida comerem, disse o secretário de Agricultura, Sonny Perdue.

“Se as crianças não estão comendo o alimento, e ele está acabando no lixo, eles não estão recebendo qualquer nutrição – assim minando a intenção do programa”, disse Perdue em um comunicado. O Departamento de Agricultura tem jurisdição sobre os programas alimentares escolares.

“As escolas estão enfrentando desafios em encontrar toda a gama de produtos de que necessitam e que os seus alunos desfrutam em toda a forma de grãos ricos. Eles precisam de flexibilidade continuada para atender os requisitos de grãos inteiros para refeições escolares”, disse o Perdue. As regras faziam parte do 2010 Healthy, Hunger-Free Kids Act assinado pelo presidente Barack Obama e promovido pela primeira-dama Michelle Obama como parte de sua iniciativa “Let’s Move”.

“É desencorajador que apenas alguns dias em seu mandato, uma das primeiras coisas que o Secretário de Agricultura Sonny Perdue fará é reverter o progresso na qualidade das refeições servidas aos filhos da América”, diz Margo Wootan, do Centro para Ciências Públicas.

“Noventa por cento das crianças americanas comem muito sódio todos os dias. As escolas têm se movido na direção certa, então não faz sentido congelar esse progresso em suas alimentações– e permitir perigosamente altos níveis de sal no almoço escolar”. Perdue disse que o USDA trabalharia em soluções mais permanentes, mas deixaria os distritos escolares fora de algumas das exigências.

“Um exemplo perfeito é no sul, onde as escolas querem servir grãos”, disse Perdue, ex-governador da Geórgia. “Mas a variedade de grãos inteiros tem poucos flocos pretos nela, as crianças não comem. A escola é complacente com as exigências inteiras do grão, mas ninguém está comendo. Isso não faz nenhum sentido.”

USDA também está dando às escolas uma ruptura na reunião de diminuição de sódio até 2020, bem como, mais flexível serão as exigências sobre os tipos de leite que podem servir. “Perdue direcionará o USDA para começar o processo regulador para que as escolas sirvam 1% de leite aromatizado através dos programas de refeições escolares”, disse a agência.

“Eu tenho 14 netos, e não há nenhuma maneira de eu propor algo se eu não acho que seja bom, saudável e a coisa certa a se fazer”, disse Perdue. A nova abordagem está incluída no acordo de orçamento enviado ao Congresso para uma votação, que financiaria o governo até outubro.

“O Secretário de Agricultura permitirá que os Estados concedam uma isenção dos requisitos de grãos inteiros que entraram em vigor após o 1º de julho de 2014 e os Estados estabelecerão um processo para avaliar e responder, em um prazo razoável, uma isenção”, diz o acordo orçamentário. Eles têm de mostrar que estão sofrendo dificuldades em obter os produtos e conseguir que os alunos comão esses alimentos, diz o projeto de lei.

Separadamente, a Food and Drug Administration, atrasou as exigências de rotulagem de cardápio de restaurante por um ano, até 2018. A indústria de restaurante conseguiu atrasá-lo várias vezes.“A FDA, tomou a decisão certa para atrasar uma regra que teria essencialmente ditado como cada estabelecimento de serviço de alimentos na América com mais de 20 locais – restaurantes, mercearias, cinemas e muito mais, escreve e exibe seus menus”. Afirmou o secretário de Serviços Humanos Tom Price em um comunicado. A CSPI também não gostou dessa decisão.

“É tão provável que os republicanos quanto os democratas sofrerão de diabetes, doenças cardíacas e outros problemas de saúde relacionados à dieta”, disse Wootan. “No entanto, a administração de Trump está colocando os interesses da Big Food de maneira míope sobre os interesses dos consumidores americanos”.

Veja também: Curso melhores receitas da administração escolar.