Month: January 2017

IBGE aponta 0,31% de inflação para janeiro, a menor taxa desde 1994

Segundo informações divulgadas nesta quinta-feira (19/01) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a taxa de inflação do mês de janeiro foi a menor taxa registrada para o período desde o ano de 1994. Ela foi medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor 15, ou IPCA-15, e foi a menor inflação verificada para o mês desde o surgimento e vigência do Plano Real no país.

De acordo com a pesquisa, o IPCA-15 subiu 0,31% em janeiro deste ano, após sofrer uma alta de 0,19% em dezembro de 2016. No mesmo período do ano passado, ele havia apresentado uma alta de 0,92% segundo os dados do IBGE. Com esses valores, o IPCA-15 acumulado em doze meses teve uma significativa redução, passando de 6,58% em dezembro para 5,94% no mês de janeiro. Foi a menor taxa verificada desde março de 2014, quando as pesquisas apontaram 5,90% no acumulado.

O estudo publicado pelo IBGE também revelou um aumento nas despesas de alimentação das famílias de 0,28% no primeiro mês do ano. De acordo com as informações do IPCA-15, o aumento nos preços da categoria em janeiro veio na contramão das médias anteriores, que registravam um recuo de valores nos últimos quatro meses. Os dados apontavam -0,01% em setembro, -0,25% em outubro, -0,06% em novembro e –0,18% em dezembro.

Os alimentos para consumo caseiro subiram 0,21% no mês de janeiro, após apresentarem uma redução de 0,45% em dezembro de 2016. O IBGE informou que os aumentos não se deram de maneira generalizada, mas atingiram de forma significativa itens importantes do consumo familiar, a saber: óleo de soja, que aumentou 8,04%, a farinha de mandioca, com 4,53% de alta, ovos, cerca de 3,10% e as frutas, com um aumento registrado de 2,38% no período.

O estudo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística ainda destacou que alguns produtos, que apresentam um ritmo de queda acentuado nos últimos meses, tiveram no mês de janeiro uma retração significativa na tendência de barateamento. O feijão carioca passou de -17,24% para -13,74% no primeiro mês do ano; a batata-inglesa, de -15,78% em dezembro, obteve 10,85% de redução em janeiro; outro item que estacionou sua tendência de redução foi o leite longa vida: dos -5,40% registrados no mês de dezembro, apresentou -1,96% de redução no primeiro mês do ano.

A pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística ainda trouxe outra informação relevante ao consumidor, informando a média registrada do grupo Alimentação e Bebidas para o começo do ano. O item, que havia apresentado uma média negativa de 0,05 por cento sobre o IPCA-15 do mês de dezembro, acabou registrando um aumento de 0,07 por cento no período de janeiro, segundo dados divulgados pelo instituto de pesquisa.

 

 

 

 


Não estamos preparados para sermos pais de nossos pais

Constantemente somos surpreendidos por histórias de mal tratos aos idosos, não somente quando estão longe de seus lares, com cuidadores, ou mesmo no dia a dia das cidades.

Uma senhora de 92 anos foi encontrada mantida presa em uma cela de aproximadamente 10m², por seu próprio filho no Condado de Fengshan, em Guangxi, na China.

Fonte: Último Segundo – iG

A idosa era mantida encarcerada em condições sub-humanas, fazia suas necessidades no chão, não recebia a quantidade adequada de comida e água, e dormia sob uma caixa de madeira.

A veiculação de um vídeo na internet ajudou as autoridades a encontra-la em uma jaula, em sua própria casa, seu filho e nora foram levados para ser interrogados pela polícia e obrigados a solta-la, dar-lhe banho e roupas limpas.

A cada dia que passa podemos observar o homem retomando atitudes primitivas, incapaz de se colocar no lugar dos outros, sentir a dor de seus semelhante, agir por instinto, o pior lado do ser humano.

O ser humano vem sendo doutrinados nas escolas para serem seres autômatos, o que torna difícil o pensamento coletivo, do bem comum, do amor ao próximo.

Com a estimativa de vida do homem cada vez maior, devido aos avanços tecnológicos na medicina, com o sistema de educação atual, e a ausência do Estado cada vez mais gritante, e é possível que histórias como essas venham a se repetir mais do que gostaríamos.

No Brasil, os idosos gozam de uma proteção diferenciada pelo Estatuto do Idoso, que assegura a tutela jurisdicional dos seus direitos, preservando sua vida, saúde, dignidade, vida em comunidade e liberdade.

Com objetivo de proteger o bem jurídico tutelado, qual seja, a vida e o bem estar do idoso, o Brasil criminaliza a discriminação, a falta de assistência, o abandono, maus tratos ao idoso, com penas que vão de 6 meses a 4 anos de reclusão e multa.

Esse é um passo importantíssimo para que seja possível garantir aos idosos que envelheçam com qualidade de vida e terminem sua história rodeados de atenção, amor, e tudo mais que é necessário para um ser humano alcançar a felicidade em plenitude no fim da vida.

O fato ocorrido em Fengshan, serve para alertar quanto a necessidade cada vez maior de proteção aos idosos no mundo todo, todos merecemos envelhecer com dignidade, quando envelhecemos voltamos a ser crianças e precisamos que nossos filhos se tornem nossos pais, e cuidem dos idosos com o mesmo amor e dedicação que um dia desprendemos a eles.

 


O perfil de Marcio Alaor, vice-presidente o banco BMG

Vice-presidente executivo do Banco BMG, Marcio Alaor é considerado um dos empresários de maior influencia da atualidade, nascido na cidade de Santo Antônio do Monte, Minas Gerais é formado em administração de empresas, mesmo após sua elevação social o empresário deixou de olhar para trás e valorizar suas origens, seus conterrâneos e a querida Santo Antônio do Monte, principalmente no incentivo à fomentação do crescimento rural.

Marcio Alaor, do BMG foi homenageado durante a 33ª Exposição Agropecuária de Santo Antônio do Monte, com a inauguração de uma praça de alimentação com seu nome,

Para o empresário é de extrema importância valorizar as amizades e manter contato com todos os seus amigos da cidade, colocando as pessoas à frente do lado financeiro. Sua posição de grande executivo de uma instituição financeira foi possível graças ao incentivo daqueles que gostavam dele, da amizade dos amigos e da paixão por sua terra natal. Segundo ele, ser homenageado em vida é uma grande honra, visto que normalmente as pessoas só são valorizadas por seus préstimos depois da morte. Uma homenagem justa e muito aplaudida por todos os presentes.

Marcio Alaor, do BMG, compõe a equipe de uma das maiores empresas do Brasil, o Banco BMG é líder em empréstimos pessoais e crédito consignado no Brasil, e também o maior patrocinador do futebol brasileiro, o banco estampa o uniforme de 39 clubes, seja em patrocínios de maior envergadura, em que a marca aparece no peito e nas costas, ou nos mais comedidos, em mangas de camisa. A exposição de seu logotipo financia, ainda, três equipes da Superliga masculina de vôlei e duas da feminina; três times de basquete, entre eles o Flamengo; a ginasta Jade Barbosa; o lutador Vitor Belfort.

O Banco é uma das maiores instituições financeiras do Brasil tendo sido pioneiro e líder privado no segmento à pessoas físicas e jurídicas.

Foi justamente pensando na diversificação de seus produtos que o banco resolveu, antes de qualquer coisa, vestir a camisa do futebol – com o patrocínio, do Atlético-MG a partir de janeiro de 2010. “Lá atrás, isso já era parte da estratégia que hoje está sendo consolidada. A penetração que conseguimos com o consignado nos oferecia a base para crescer. Mas faltava o conhecimento da marca para além do funcionário público e do aposentado”, diz Guimarães. “Agora, quando o sujeito vir nosso cartão de crédito, vai dizer ‘ah, esse banco eu conheço’, e isso é graças ao futebol. São as três letrinhas laranjas, cor essa que todo time quer mudar mas a gente não aceita de jeito nenhum.

O vice- president do BMG, Marcio Alaor, diz que uma das primeiras a abrir capital na bolsa de valores foi a General Motors completando 100 anos do seu IPO, o que atualmente possui cerca de US$ 53,52 bilhões de valor de mercado. Depois, a Ford que em 1956 teve a iniciativa de ofertar suas primeiras ações (IPO) como uma das maiores de sua época, o equivalente a 600 milhões, relembra.

Marcio Alaor, um empresário de visão, um profissional bem-sucedido que não esquece suas origens. Um legado para o Brasil.


Cientistas descobrem os reais benefícios de ser um atleta de final de semana

A crença de que os chamados atletas de final de semana não desfrutariam dos mesmos benefícios que os demais caiu por terra com a conclusão de uma pesquisa. O estudo envolveu um total de 64 mil voluntários escoceses e infleses ao longo de 18 anos. Pesquisadores da universidade australiana de Sydney e da inglesa Loughborough, reuníram-se para acompanhar os envolvidos acerca da rotina de cada um, verificando se estes praticavam atividades regularmente ou apenas aos finais de semana.

A conclusão da pesquisa foi a de que a saúde dos praticantes de exercícios físicos é beneficiada, independente do tempo empregado, mas há alguns critérios para que o êxito seja alcançado. De acordo com a Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte, grandes riscos podem aparecer quando não existe regularidade nas atividades realizadas, principalmente para o coração, que teria cerca de 12 vezes mais chances de sofrer uma parada. As partes do corpo onde se verificam musculaturas também poderiam ser lesionadas em decorrência da falta de condicionamento físico dos tais atletas.

Seja pela rotina atribulada ou por uma questão de predileção, muitas pessoas resolvem fazer suas atividades físicas nos dias de fim de semana, ao invés de praticá-las durante com a frequência usualmente adotada. Para estes indivíduos, o estudo constatou diminuição no aparecimento de doenças como o câncer e distúrbios vasculares, além de condições físicas semelhantes as dos praticantes tradicionais.

Cientistas indicam que não se ultrapasse o tempo de duas horas e meia, caso o indivíduo possua até 64 anos e opte por atividades aeróbicas moderadas. Já para os que preferem um ritmo mais intenso, setenta e cinco minutos constituiriam o período ideal. Os pesquisadores defendem a tese de que qualquer tempo envolvido com alguma atividade dessa natureza seria melhor do que manter-se sedentário.

O pesquisador responsável por coordenar o estudo, Gary O’Donovan, ressaltou a necessidade de se associar a prática esportiva a um estilo de vida mais saudável, a fim de que os benefícios de fato apareçam. Para que isso realmente ocorra, o cientista acredita que o indivíduo deva encarar a fuga do sedentarismo como uma forma de comprometimento visando o próprio bem estar futuro.

Para estimular os menos motivados, O’Donovan cita que somente no que se refere aos males cardiovasculares, a diminuição das chances de se ter doenças é de 41%, em comparação com sedentários. O estudioso ainda destaca a importância dos exercícios para que se possa diminuir a probabilidade do desenvolvimento do câncer e da diabetes. Os que desejam perder peso também são beneficiados, da mesma forma que os portadores dr depressão, explica o cientista.

O pesquisador Justin Vaney, que é chefe de um setor no departamento de saúde britânico, esclarece que o tempo máximo para que alguém comece a desfrutar da diminuição de riscos de doenças é de duas horas e meia de atividade, mas diz que cada minuto pode trazer algum grau de favorecimento à saúde, mesmo que em menor escala. Segundo ele, ainda que alguém faça apenas 10 minutos de exercícios, os ganhos para o corpo surgirão, tão logo haja algum tipo de frequência nessa prática.

 

Saiba mais

 


Alexandre Gama: além de um simples conceito

O carioca Alexandre Gama, fundador e CEO da Neogama, uma das 20 maiores empresas de publicidade do Brasil, é um dos mais conhecidos nomes do cenário publicitário mundial.

Primeiro brasileiro a estar à frente de uma rede global de agências de comunicação, ocupou o cargo de Global Chief Creative Officer (WCCO) da BBH, ao comprar 100% das ações desta companhia inglesa.

 

Dono de um currículo invejável, o publicitário começou sua história de sucesso ao concluir o curso de Publicidade e Propaganda pela Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP). Sua carreira no mercado publicitário começou em 1982, quando foi redator na Agência Standart Ogilvy, considerado o maior grupo de comunicação do mundo. Oito anos mais tarde, passou a atuar como redator na agência DM9, onde foi o redator mais premiado do Brasil.

 

Alexandre Gama também deixou sua marca em agências como AlmapBBDO, na função de sócio e vice-presidente de criação, e Young & Rubicam como Presidente/CEO e CCO, em 1996.

Em 1999, fundou sua própria empresa, a Neogama, agência que mais cresceu no Brasil em seus 3 primeiros anos de existência, se tornando a primeira agência de publicidade no Brasil a ganhar um Leão no Festival de Cannes em seu primeiro ano de vida.

 

Em 2008, foi o único latino-americano a realizar um master class (aula magna – realizada por um profissional graduado na área) no Festival de Cannes, realizado na França. Quatro anos mais tarde, continuou escrevendo sua trajetória de sucesso ao tornar-se membro do Conselho da Associação Brasileira das Agências de Publicidades (ABAP), responsável por defender e divulgar os interesses de agências brasileiras associadas à indústria de comunicação.

 

Inúmeros projetos e títulos fizeram de Alexandre Gama um publicitário muito influente, sendo eleito por um grupo de 250 profissionais do mercado publicitário nacional, em 2006, como um dos sete mais importantes profissionais da história da publicidade brasileira, pela revista About.

 

Até o ano de 2016, Alexandre Gama havia ganhado 23 Leões no Festival de Cannes e foi 3 vezes jurado do mesmo Festival, nas categorias Film e Press. Neste mesmo ano, foi convidado a ser o único publicitário brasileiro no Global Creative Board, comitê da Publicis Groupe, formado por 6 líderes líderes mundiais de agências, responsável por analisar estratégias e planejar novas possibilidades de negócios para as empresas da holding.

Acreditando na diversificação como saída para gerar oportunidades, por suas próprias palavras, mostrou, com sua ousadia e criatividade, como criar conceitos que levam as pessoas a pensar, e a associar meio e imagens. Afinal, as atividades humanas se beneficiam com o uso da publicidade: profissionais dos mais diversos campos de atuação, divulgam por meio dela, os seus serviços.

 

A publicidade é o meio mais simples de identificação por meio de informações. É a marca da empresa, a reputação, da qual grandes incorporações podem atribuir a Neogama a sua identidade visual.

 

Grandes conceitos marcaram a trajetória da Neogama/BBH, e o mundo inteiro reconhece os trabalhos realizados pela agência. Hoje, Alexandre Gama pode ser considerado um profissional completo, dono de um conceito único, e de uma história de sucesso na publicidade.

 


5 dicas para fazer o 13° salário render

Com a chegada do final do ano, muitas pessoas se envolvem em dívidas comprando presentes de natal para familiares e amigos. A questão é que geralmente esses gastos estão acompanhados diretamente por parcelas que, quando sozinhas, trazem a ilusão de não pesar no orçamento, mas quando somadas com as demais compras a prazo, acabam comprometendo grande parte, quando não totalmente, a renda mensal desse comprador.

 

Como fazer com que o décimo terceiro salário seja melhor aproveitado:

 

#1 Estipule um limite de gastos

É extremamente importante fazer um levantamento do quanto é possível gastar, priorizando a possibilidade de guardar grande porcentagem do valor total. Não é necessário utilizar todo o dinheiro apenas porque está sobrando. Diversas vezes adquiri-se algo inútil só porque estava em promoção.

 

#2 Pague todas as dívidas atrasadas

Quitar as dívidas é um ótimo investimento para o décimo terceiro. Nada faz mais sentido do que usar o que está sobrando para pagar o que está em atraso, então dê prioridade alta para as contas atrasadas.

 

#3 Faça dinheiro com seu dinheiro

Parece impossível fazer com que as notas de dinheiro se multipliquem, mas não é. Na realidade é muito simples. Basta investir em poupanças, tesouros, ações, entre outros meios, a quantia julgada possível e/ou necessária. Dessa forma, além de poupar o que foi depositado no mês, lucra-se os juros impostos naquele valor. Exemplo:

  • Valor depositado: R$100,00
  • Juros: 10%
  • Lucro: R$10,00

 

Para saber como investir no Tesouro Direto  clique aqui

 

#4 Invista no conhecimento

Outra ótima forma de investir no futuro, é usar a renda para fazer cursos profissionalizantes. Sejam eles técnicos, superiores, pós-graduação, intensivos ou palestras. O importante é tornar o conhecimento cada vez mais amplo.

 

#5 Aposte no velho e bom cofrinho

Não há nada de errado em guardar dinheiro. Após quitar as dívidas, comprar os presentes, aplicar em ações e se matricular no curso desejado, guarde o que restou. Ignore a placa sinalizando “Promoção”. É mais vantajoso ter notas a mais na carteira que roupas não utilizadas no guarda-roupas. Para não deixar esse dinheiro em vista e correr o risco de não vencer a ansiedade e acabar por gastá-lo, deposite-o em um cofre. Aquela lata recheada de bombons uma hora fica vazia, nada mais útil do que enchê-la com economias.

 

Essas estratégias não se resumem apenas ao décimo terceiro salário. Podem (e devem) se aplicar ao salário mensal, fazendo com que ele renda o máximo possível em todos os aspectos.

 

Bônus

Tenha sempre um local para anotar o que comprou, quanto gastou e a data. Existem muitos aplicativos para celular com essa finalidade, facilitando o dia-a-dia de quem adere o costume. Tendo em vista tudo o que foi comprado dentro do mês, é possível tomar ciência do que deve ser mantido, e o que deve ser cortado do gasto geral.

 

Fonte:  Folha de São Paulo

 


Globo de Ouro 2017: confira os vencedores

Uma das maiores premiações do cinema e TV antes do cultuado Oscar ocorreu no último dia 8 de janeiro. O Globo de Ouro, que viu acontecer a sua 74ª edição, teve como grande vencedor da noite o musical “La la land”, que levou os 7 prêmios que concorria.

 

Apresentado por Jimmy Fallon, apresentador do Saturday Night Live da rede americana NBC, e tendo homenageado nesta edição a atriz Meryl Streep com o prêmio Cecil B. DeMille, pelo conjunto da obra. Ela fez um emocionado discurso lembrando de Carrie Fisher – atriz conhecida pelo seu papel de princesa Leya na série “Star Wars”, que faleceu nos últimos dias de 2016 – além de exaltar a presença de estrangeiros nos Estados Unidos, e especialmente em Hollywood – em oposição aos discursos pelos quais o novo presidente do país, Donald Trump, foi eleito.

 

Quanto aos prêmios de cinema, “Moonlight” acabou sendo preterido por “La la land”. O primeiro tinha seis indicações, mas acabou levando apenas uma: melhor filme de drama. Já o segundo levou sete prêmios: melhor comédia ou musical, melhor diretor (Damien Chazelle), melhor roteiro (Damien Chazelle), melhor ator em comédia ou musical (Ryan Gosling), melhor atriz em comédia ou musical (Emma Stone), melhor canção original (Justin Hurwitz) e melhor trilha sonora (Justin Hurwitz).

 

O restante dos prêmios foi distribuído a Casey Affleck, como melhor ator em filme de drama pelo longa “Manchester à beira-mar”. Isabelle Huppert foi a vencedora de melhor atriz em filme de drama pelo filme “Elle”, o que foi grande surpresa. O filme ainda levou o prêmio de melhor filme estrangeiro. Os prêmio de ator e atriz coadjuvante foram, respectivamente, para Aaron Taylor Johnson (“Animais noturnos”) e Viola Davis (“Cercas”).

 

Já nas premiações referentes a séries e produções para TV, os vencedores foram, de certa forma, imprevisíveis. “The crown” venceu a categoria de melhor série de drama, batendo séries do porte de “Game of thrones”, “Stranger things” e “Westworld”. O prêmio de melhor série de comédia foi “Atlanta”, que também viu Donald Glover levar melhor ator de comédia. Já o prêmio de melhor série limitada ou filme para TV foi para a série “American crime story”, rendendo ainda para a atriz Sarah Paulson o prêmio de melhor atriz em série limitada ou filme para TV.

 

Billy Bob Bob Thornton venceu melhor ator em série de drama (“Goliath”), com Claire Foy vencendo a melhor atriz em série de drama (“The clown). Já Tracee Ellis Ross arrecadou o prêmio melhor atriz em série de comédia (“Black-ish”).

 

É certo que, agora, todos os olhos se viram para aguardar a maior premiação do cinema, o Oscar – que ocorrerá em 26 de fevereiro. Até lá, vale conferir os vencedores do Globo de Ouro, que por vezes antecipam as premiações da Academy Awards.

 

A lista de todos os vencedores pode ser conferida diretamente no site do Globo de Ouro, por este link: http://bit.ly/1RGQ21V


Peeling é uma boa opção de tratamento para estações mais quentes

A grande parte da população acredita que poderá ser feito o peeling, apenas nas estações do ano: outono e inverno, mas isso não é verdade.

Com o avanço tecnologico, o segmento estético desenvolveu equipamentos de ponta, onde a pele pode sim, passar por tratamentos nas estações mais quentes; mesmo sabendo-se que quantidade de radiação solar é mais intensa.

 

Evidente que, é necessário a utilização de protetor solar durante este procedimento; até mesmo em qualquer estação do ano o protetor solar é para protegemos nossa pele contra os raios UVB e UVA.

 

Existem alguns tipos de peeling que pode ser feito, porém o peeling de cristal é a melhor opção, porque permite que sua pele fica macia, lisa e também hidrata no verão.

 

Então o peeling de cristal segundo a fisioterapeuta Thais Rodrigues, é um excelente tratamento para as rugas e também para clareamento das camadas mas superficiais da epiderme.

 

Também a enorme vantagem do peeling cristal, que este poderá ser feito, mesmo que você esteja em outros tratamentos estéticos, pois sua recuperação é rápida e também indolor.

 

O peeling de diamante, também é bastante eficiente, porque este faz uma boa esfoliação, remove as imperfeições.

 

Esses tratamentos podem ser feito em qualquer estações do ano, a dferença entre o peeling químicos, peeling de cristal e o peeling diamante: que o peeling de cristal e o peeling diamante promovem descamação imperceptível.

 

Dermo Crystal da HTM é um equipamento, eficaz contra: cicatrizes de acne, pigmentação da pele e também rugas superficiais.

 

Esses tratamentos possui duração de 15 a 20 minutos, segundo a fisioterapeuta Thais, as sessões vão: de cinco a dez sessões, podendo variar conforme a pele do paciente, isto é, se a pele do paciente aceitar mais rapidamente o tratamento, é possível acontecer de o tratamento ser interrompido antes do imprevisto.

 

Mesmo que o tratamento não seja agressivo, é recomendável evitar a exposição solar, pelo menos por 15 dias após a última sessão.

 

Claro que a contraindicações, são esses que irei citar abaixo:

 

  • Feridas abertas;
  • Reações alérgicas em atividade;
  • Infecção herpética em atividade;
  • Gestação
  • Feridas no local da aplicação;
  • Infecção e inflamação
  • Dermatoses em geral e Doenças Auto-Imunes entre outros.

 

Essencial saber todas as informações antes mesmo de fazer qualquer tipo de tratamento, porque a pele de qualquer paciente pode ter uma reação diferente ao tratamento. Muito importante seguir todas as recomendações médicas para um tratamento garantido e também eficiente.

 

CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS

 


Cesta básica aumentou em 27 capitais em 2016, aponta o Dieese

Segundo estudo divulgado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, o Dieese, o valor da cesta básica aumentou significativamente em todas as capitais brasileiras em 2016. Publicada nesta quarta-feira (04/01), a pesquisa apontou que as maiores elevações ocorreram nas cidades de Belém (16,70%), Maceió (20,69%) e Rio Branco (23,63%). As cidades com menores valores registrados na alta da cesta básica foram São Paulo (4,96%), Curitiba (4,61%) e Recife (4,23%).

 

Novembro e Dezembro

 

De novembro à dezembro, o estudo apontou uma diminuição em 25 cidades brasileiras, com aumento apenas em duas. As quedas mais significativas no valor da cesta básica ocorreram em São Luís (- 4,13%), Campo Grande (- 4,16%) e Aracaju (- 5,11%). Manaus e Rio Branco tiveram os maiores aumentos registrados no período, com 0,22% e 0,97% de alta, respectivamente. No tocante ao conjunto dos valores de bens alimentícios básicos, o menor custo foi registrado em Recife, R$ 347,96. Porto Alegre apresentou o maior valor na categoria: R$ 459,02.

 

A pesquisa realizada pelo Dieese ainda calculou o valor estimado do salário mínimo, cerca de R$ 3856,23 para uma família de 4 pessoas. O valor atual, R$ 880,00, é 4,38 vezes menor que o devido. A estimativa do Dieese levou em consideração o valor mais alto da cesta básica registrado no país e as determinações da constituição brasileira, que estabelece como parâmetros para o salário mínimo o suprimento das despesas do trabalhador e de sua família com moradia, saúde, alimentação, vestuário, educação, transporte, higiene, previdência e o lazer.

 

O estudo também calculou o tempo médio de trabalho exigido para a aquisição dos produtos básicos que compõem a cesta, que resultou em 98 horas e 59 minutos. Levando-se em consideração a remuneração do trabalhador segundo o piso nacional vigente, 48,90% foi o valor despendido para a compra dos produtos básicos, praticamente metade do salário mensal.

 

O levantamento do Dieese ainda mostrou que a maioria dos produtos que compõem a cesta básica tiveram aumentos significativos em 2016. As maiores altas foram registradas no valor do leite, que em João Pessoa aumentou 63,53%, no feijão carioca, com incríveis 133,48% registrados na cidade de Maceió, na elevação do preço do arroz, que encareceu 49,07% na cidade de Boa vista e na alta no valor do café, com 45,35% em Maceió.

 

Outros produtos básicos que sofreram um aumento considerável no valor foram o açúcar refinado, com 53,51% de alta em Boa Vista, e o óleo de soja, que em Rio Branco teve uma elevação de 24,86%. O item com maior redução no valor foi o tomate, com 40,04% de retração na cidade de Campo Grande.

 

São Paulo

 

Em relação ao mês de novembro, o valor da cesta básica na capital paulistana teve uma queda de 2,55% em dezembro, com um custo estimado em R$ 438,89 no período. O índice deixou São Paulo na quarta posição ente as capitais mais caras do país, dentre as 27 estudadas pelo Dieese. O trabalhador paulistano comprometeu 109 horas e 43 minutos de trabalho para a aquisição dos produtos, segundo a pesquisa.